Rosé Reserva da Quinta Nova com o método “Blancs des Noirs”

 

Os franceses chamam-lhe “Blancs des Noirs” e a Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo tem sido inovadora no Douro com este método, lançando o seu rosé na versão reserva, o primeiro do Douro. Um vinho único que já conta com uma extensa lista de espera para a colheita de 2016.

A colheita de 2015, lançada o ano passado, recebeu de imediato o reconhecimento internacional com uma classificação de 91 pontos no guia Robert Parker, no qual crítico Mark Squires define este vinho como sendo “seco e algo austero, um vinho gastronómico, mais perto de um grande tinto que de um rosé comum”. Mas a sua reedição auspicia um futuro igualmente brilhante.

Para Luísa Amorim, administradora da empresa “há uma clara mudança de ideia em relação aos rosés a nível nacional. Observa-se a existência de um nicho inspirado no estilo do rosé francês, em que a prensagem das uvas tintas- técnica de “blancs des noirs”- é realizada com a uva inteira e neste caso com mais de 35 anos, vinificando a Tinta Roriz, para lhe dar robustez e a Tinta Francisca para lhe dar mais suavidade e elegância. Esta mudança para a produção de rosés de alta qualidade tem sido crucial para a criação de novas versões, permitindo imprimir uma personalidade única a estes vinhos, uma tendência que aliás, é reconhecida pelos críticos nacionais.”

“O Quinta Nova Rosé Reserva 2016 apresenta uma belíssima cor salmão brilhante. Com uma estrutura elegante, é um vinho intenso, fresco e com um equilíbrio perfeito entre a acidez, os aromas e as notas de madeira. A sua elevada complexidade e versatilidade fazem dele um vinho ideal para degustar durante os dias de verão ou para substituir um vinho tinto numa elegante refeição durante o Inverno”, afirma Jorge Alves, enólogo da Quinta Nova.

A colheita de 2016 foi climatericamente atípica e sensível, com chuvas ininterruptas na fase inicial do ciclo vegetativo, seguidas de dois meses e meio de temperaturas elevadas e uma vindima iniciada a 5 de Setembro com as uvas muito concentradas.

Pub