Temperos Paladin chega à Coreia do Sul com 16 produtos

A marca de temperos portuguesa Paladin começa a vender os seus produtos na Coreia do Sul elevando para 30 o número de mercados onde está presente. Com entrada no mercado através do distribuidor Seoyoung e&t, a marca disponibilizará 16 produtos diferentes na cadeia de hipermercados Lotte, a maior do país.

Entre molhos, piripiris e vinagres, a Paladin entra com a vantagem competitiva de apresentar temperos completamente distintos dos que já existem no mercado local. “A Coreia do Sul é um mercado com uma classe jovem emergente que está disponível para aderir aos conceitos alimentares do mundo ocidental. É por esta razão, e pela oportunidade de proporcionar a estes consumidores produtos inovadores e novas experiências, que a Paladin decidiu investir neste mercado”, refere João Pilão, Diretor de Marketing e Internacionalização.

A gama de produtos será vendida ao consumidor com um preço inferior ao das grandes marcas multinacionais, entre 5 a 10%. Esta opção respeita a política da marca em apresentar inovação e diferenciação face à concorrência, ao mesmo tempo que oferece preços competitivos. Além da cadeia Lotte, os produtos estarão disponíveis noutros pontos de venda, abrangidos pelo distribuidor. A Paladin espera que, dentro de três anos, seja alcançada a meta de venda de mais de 300 mil euros em produtos para este mercado.

A divulgação dos temperos da marca portuguesa será feita através de atividades de trade marketing, a serem desenvolvidas pelas lojas locais, desde degustações a espaços dedicados à Paladin.

Com a entrada da Coreia do Sul, a Paladin já chega a mais de 30 países diferentes e, num futuro próximo este número poderá crescer. Segundo João Pilão, “A estratégia da Paladin passa por tornar uma marca portuguesa relevante internacionalmente. Para já, novos mercados estão em negociação e provavelmente em breve estaremos em mais países”.

Pub