Espumante “Faina Maior” é o 17.º da categoria “Baga Bairrada”

‘Faina Maior’: é este o nome do mais recente espumante com a chancela de qualidade e o selo ‘Baga Bairrada’. Lançado hoje, dia 09 de Agosto, às 19h00, no Pavilhão Terra Mar, por ocasião da inauguração do ‘Festival do Bacalhau 2017’, em Ílhavo, resulta de uma parceria entre a Comissão Vitivinícola da Bairrada, a Associação Rota da Bairrada e o Município de Ílhavo, que se tem vindo a afirmar como a ‘Capital do Bacalhau’. Uma homenagem aos bravos que se dedicam à pesca do bacalhau e à Bairrada, fazendo uso da sua casta rainha (Baga) na produção do seu produto âncora (espumante).

O ‘Faina Maior Baga Bairrada Bruto branco 2014’ é um espumante Blanc de Noirs, feito 100% a partir da casta (tinta) Baga. É uma edição limitada a 1.000 garrafas, com um preço de €10,00 e que estará à venda nos espaços da Associação Rota da Bairrada – na Curia, em Oliveira do Bairro e na Vagueira (espaço pop-up; até Setembro) –, na loja do Museu Marítimo e nas lojas de Turismo de Ílhavo.

No contra-rótulo do ‘Faina Maior Baga Bairrada 2014’ pode ler-se um texto que apela à bravia das gentes da terra de Ílhavo: “Ide, ó gentes bravias. Quebrai as ondas revoltas e as tormentas dos oceanos. Rogai à proteção divina por mar chão. E regressai, sempre e depressa, trazendo para terra o cheiro e os sabores do sal e das águas. Esta é a homenagem desta Bairrada, de homens e mulheres que moldam e trabalham a terra, às gentes de Ílhavo, da pesca do bacalhau. A todos os que, em bacalhoeiros e dóris, levaram Portugal pelo Mundo, buscando a sorte. Em cada garrafa deste espumante estão os desejos, os sonhos e, até, os medos de todos aqueles que, ao longo de séculos, fizeram e fazem da vida uma faina, grande e dura, uma Faina Maior.”

Como ‘Faina Maior’ intitula-se a pesca do bacalhau à linha, praticada por homens e navios portugueses durante os séculos XIX e XX, nos longínquos mares da Terra Nova e da Gronelândia. Um património fascinante e lendário, uma história plena de drama e heroísmo. As campanhas, sazonais, estendiam-se de Abril a Novembro de cada ano. O trabalho era duro e as jornadas diárias podiam estender-se até às vinte horas. Ílhavo, terra de lendários e corajosos marinheiros, é o lugar de memória desta pesca. A memória dos que viveram as aventuras de uma faina de dureza incomparável está no Museu Marítimo de Ílhavo, onde a Sala da Faina Maior Capitão Francisco Marques apela aos sentidos e exprime um duplo significado: evocação e homenagem a todas as comunidades que deram homens à “grande pesca”.

Faina Maior Baga Bairrada Bruto branco 2014 – Município de Ílhavo e Associação Rota da Bairrada
PVP: €10,00 • Álc.: 12,0% • Acidez Total: 6,26g/l • pH: 3,10
Após uma prensagem muito delicada das uvas, aproveitando-se apenas o primeiro mosto, este fermentou durante 15 dias em cubas de inox com temperatura controlada.
A elaboração seguiu o método clássico, com a segunda fermentação em garrafa e em Cave, onde esteve durante 20 dias a 14,5.ºC. Seguiu-se um período de 28 meses de estágio em Cave. De cor amarela palha, com ligeiras nuances blush, este ‘Baga Bairrada’ tem um aroma intenso, com notas de frutos secos e vermelhos, tosta e biscoito. Na boca é muito fresco, seco e longo. Confirmam-se as sensações aromáticas percepcionadas no olfato. Ideal para acompanhar bacalhau, mas também canapés, peixe, carnes brancas ou vermelhas magras.

Pub