expoBIKE é a nova paragem obrigatória para os apaixonados do pedal

A estreia do Salão Internacional da Bicicleta vem dar mais pedalada a um setor com cada vez mais adeptos, em contextos diversificados e em linha com o conceito da mobilidade crescentemente sustentável. Organizado pela KiKai Eventos, na EXPONOR – Feira Internacional do Porto, a nova feira vem preencher uma lacuna existente na oferta do género a norte do País, e, inclusive, reforçar a importância económica da atividade.

Em plena campanha da “Semana Europeia da Mobilidade”, – uma iniciativa europeia que promove anualmente a mobilidade urbana sustentável – o calendário de eventos português passa a contar com um novo marco. O expoBIKE 2018 – Salão Internacional da Bicicleta, programado para decorrer de 8 a 10 de junho de 2018, vem dar mais pedalada a este meio de transporte e refletir toda a sua cadeia de valor.

Organizado pela KiKai Eventos, o acontecimento conta com o apoio de várias entidades do setor e ocupará todo o Pavilhão 6 da EXPONOR – Feira Internacional do Porto, um recinto de referência nacional quando se trata de certames dirigidos a profissionais e ao público em geral. Como é o caso do expoBIKE.

Salão responde a necessidade do mercado

Portugal é um dos principais países europeus exportadores deste setor e são cada vez mais as municipalidades a aderir aos sistemas partilhados de bicicletas, inclusive para promoção turística e em enquadramentos mais radicais, fora das grandes malhas citadinas. «Quando em meio urbano falamos de mobilidade sustentável e aliamos o conceito aos estilos de vida mais saudáveis, e coniventes do prazer, a ideia chega-nos – literalmente – sobre rodas», explica José Manuel Costa, diretor-geral da Kikai Eventos, a propósito da génese do expoBIKE.
O mesmo responsável acrescenta ainda que o evento vem «preencher uma lacuna existente na oferta de uma feira de bicicletas no norte do País. E também acreditamos que terá impacto na vizinha Espanha, particularmente na Galiza».

Os adeptos das duas rodas e do pedal estão a crescer. Inclusive no grau de conhecimento dos truques e tiques que também completam este mundo alimentado pelo gosto e pelo lazer. A Organização quer, por isso, levar o mundo visto do alto de um selim a ainda mais pessoas e, «se possível, descobrir novos caminhos, que sirvam para enriquecer um setor que faz de Portugal um dos principais exportadores europeus», como refere Sónia Rodrigues, diretora comercial da KiKai.

Esta entidade, recorde-se, tem no seu “portfolio” organizativo aquela que é já a feira mais representativa do setor de pós-venda automóvel português, o expoMECÂNICA – Salão de Equipamentos, Serviços e Peças Auto.
Evento quer vestir a “camisola amarela”…

O expoBIKE quer posicionar-se, logo em 2018, como um evento de referência e principal plataforma em Portugal para os negócios, novidades e tendências do setor das bicicletas. Estaremos perante um «evento inspirador» dirigido ao público (sexta, sábado e domingo), mas com uma forte vertente profissional (sexta-feira) que, realça Sónia Rodrigues, coloca em agenda o «tema bicicleta e as suas diversas dimensões». «Pretendemos reunir as principais marcas e líderes de mercado. Em suma, queremos vestir a “camisola amarela” logo na 1.ª edição», sublinha.

O Salão Internacional da Bicicleta dará expressão aos negócios e, igualmente, às tendências que ditam o movimento da atividade em novos campos. Daí que os equipamentos, os acessórios e os serviços que fazem parte desta corrente apareçam, na feira, alinhados com atividades e atrações diferenciadoras destinadas a completar a experiência.

Um cinema alimentado a pedal, pelos espectadores

O certame oferecerá ingredientes adicionais para fazer as delícias dos amantes das duas rodas. A equipa de trabalho da KiKai já está no terreno, pugnando por uma «extraordinária programação de atrações, sem paralelo», com o intuito de incrementar o dinamismo da feira e, igualmente, constituir um forte motivo de atração para quem a visitar, como adianta José Manuel Costa.

Um espaço oficinal modelo, um outro com demonstrações ao vivo, um ciclo de palestras, um Espaço Start-up, um “Business Point”, um desfile de moda (Bicicletas & Beleza), exposições (“Legends Exhibition”), cinema a pedal e pipocas, passatempos variados, áreas dedicadas às crianças e às mulheres, concursos (desafio mecânico), passatempos culturais (A minha Bicicleta. A minha História), competições diversificadas, sessões de autográfos, Espaço “Test Ride” e iniciativas gastronómicas (Food Bikes e Food Trucks) – são algumas das ideias em carteira e em desenvolvimento até junho do próximo ano, sob a égide o expoBIKE (todos os detalhes brevemente em www.expobike.pt).

A feira abrirá entretanto a porta a duas novas áreas, a Caça e a Pesca, e terá ainda a decorrer em simultâneo o Salão Automóvel do Porto, este sob organização da EXPONOR – Feira Internacional do Porto.

Pub