Chivas procura empreendedoras portugueses para mudar o mundo

Author: Share:

A marca de whisky escocês Chivas Regal investe todos os anos 1 milhão de dólares em startups e empresas em fase de lançamento com fins lucrativos e um modelo de negócio assente na resolução ou diminuição de problemas sociais ou ambientais.

No total são 29 países a concurso e um deles é Portugal. As candidaturas encontram-se abertas e deverão ser submetidas através do site Chivas Venture, até 30 de Outubro de 2017.

Miguel Neiva, fundador da ColorADD, empresa criadora do código de interpretação de cores para daltónicos, foi um dos vencedores portugueses deste concurso, tendo em 2016 representando o nosso país em Nova Iorque e arrecadado 3.000 euros.

Sobre esta experiência, Miguel Neiva partilha:

“Ter participado no “Chivas The Venture” foi inquestionavelmente uma experiência incrível e de grande importância para mim e para a ColorADD. Não só porque nos permitiu dar visibilidade a uma causa através de uma plataforma de excelência a nível nacional e internacional, mas também porque nos permitiu contactar com outros projetos de grande impacto para a promoção de uma sociedade melhor para todos. Este concurso tem ainda vindo a mostrar-se importante para o fortalecimento de uma rede internacional de empreendedores sociais, que é essencial para o desenvolvimento e partilha de “boas práticas” que queremos sistêmicas.”

Hoje em dia, o ColorADD é utilizado por mais de 250 empresas, universidades, hospitais e outras organizações.

Tendo na sua génese os conceitos de generosidade e partilha, a marca Chivas Regal pretende ser condutora de um impacto positivo no mundo, apostando não só no investimento financeiro em empresas inovadoras, mas também no talento dos empresários através de formação com especialistas mundiais.

James e John Chivas, os irmãos fundadores da marca, sempre partilharam o seu sucesso com a comunidade local à medida que o seu negócio crescia, através de contribuições para a igreja e educação. O objectivo do Chivas Venture é dar seguimento a esse legado apoiando empresários que acreditam que o seu negócio só é verdadeiramente recompensador se este tiver um impacto positivo sobre a sociedade e o ambiente.

A competição passo a passo

A competição destina-se a qualquer empresa que esteja em fase de lançamento e que procure trazer benefícios para a sociedade e para o ambiente. Os cinco melhores candidatos de cada país serão selecionados para apresentarem o seu projecto a nível local, perante um painel de jurados cuidadosamente selecionado e relevante na área doempreendedorismo.

Em cada país será selecionada apenas uma candidatura que, após cinco dias intensos de formação em Oxford, terá a oportunidade de inspirar a sociedade a votar online pelo seu projecto e a conseguir assim uma parte do prémio final (250 mil dólares).

Na grande final internacional, os 29 seleccionados de cada país irão apresentar os seus projectos e serão escolhidos 5 finalistas, que irão competir pelos restantes 750 mil dólares num pitch final, onde estarão presentes especialistas mundiais.

Os concorrentes serão avaliados segundo os seguintes critérios: impacto social, escalabilidade, modelo de negócio e estratégia organizacional, viabilidade financeira, habilidades, experiência e compromisso na gestão de equipa.

Pub

Informação relacionada