CAAR quer chegar aos 3 milhões de garrafas em 2014

Em 2014, a principal aposta da Casa Agrícola Alexandre Relvas (CAAR) é alcançar a produção de 3 milhões de garrafas e entrar em novos mercados africanos e do sudoeste asiático.

Para este ano, a CAAR também estima que as suas vendas cresçam cerca de 20%, mas a prioridade estratégica da empresa produtora de vinho alentejano continua a ser o mercado externo, que equivale 65 por cento do seu volume de negócios.

No mercado internacional, a aposta da CAAR para 2014 passa por consolidar a presença nos mercados onde já está presente (EUA, Brasil, Bélgica, Áustria, Alemanha, Holanda, Inglaterra, Irlanda, Angola, China, França e Timor), alargando a distribuição aos Estados Unidos da América e a Inglaterra, e chegar a novos mercados africanos e asiáticos.

Atualmente, a CAAR conta com 150 clientes em todo o mundo.

Em 2013, a CAAR produziu 2,85 milhões de garrafas e as vendas cresceram 17,5%, um pouco abaixo do previsto no início do ano. No mercado externo, a CAAR começou a trabalhar com França e Timor e conquistou novos clientes no Japão.

No mercado nacional, que registou um ligeiro crescimento em 2013, as duas herdades (São Miguel e Pimenta) da CAAR são reconhecidas pela produção de vinho com uma excelente relação preço/qualidade.

No mercado externo, o reconhecimento é visível através das inúmeras distinções que a CAAR tem alcançado por todo o mundo. Recentemente, 12 dos seus vinhos foram avaliados pela prestigiada revista de vinhos americana “Wine Enthusiast” com uma excelente pontuação. Na Alemanha recebeu duas medalhas de Prata e Ouro no concurso “Mundus Vini, considerado a maior “prova cega” de vinhos do mundo. No início deste ano, dois vinhos topo de gama da CAAR foram premiados, pela primeira vez, na China com uma medalha de Ouro e outra de Prata.

Localizada no Redondo, a CAAR foi fundada em 1997 por Alexandre Relvas e dedica-se à produção e comercialização de vinho regional alentejano. Foi a primeira empresa portuguesa de vinhos a obter a certificação das suas vinhas, no âmbito dos Sistemas de Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar integrados (ISO 9001 e ISO 22000).

Recomendado para si

Marisco reinventa-se na nova carta do Quiosque Ribadouro O Quiosque Ribadouro, espaço que pertence à Cervejaria Ribadouro, começa o Outono com grandes novidades que passam não só pela carta como também pelo ...
Oliveira da Serra regressa com uma edição especial o Melhor ... Oliveira da Serra regressa com uma edição especial o Melhor Azeite do Mundo, produto que surge depois da marca ser reconhecida com a mais alta distinç...
“A Cerveja em Lisboa” vai ter a sua segunda ediç... A Cerveja em Lisboa vai ter a sua segunda edição no Campo Pequeno, de 4 a 7 de Outubro de 2018. Com um conceito ao estilo do Oktoberfest alemão, o ev...
Tarte de Amêndoa e Figo chega em exclusivo ao El Corte Inglé... A amêndoa voltou a sonhar, com alguém com quem sempre partilhou bons momentos: o figo. E, assim, nasceu a mais nova criação de A TARTE por considerar ...
Garrafeira Nacional distinguida pelo município de Lisboa A Garrafeira Nacional, uma das mais antigas garrafeiras do país, foi reconhecida como “Loja com História”. A distinção atribuída pela Câmara Municipal...
O Ilha chegou para redescobrir a Madeira Foi lançado ontem, na Garrafeira Nacional, o vinho Ilha, uma trilogia de vinhos criada a partir de uma única casta, a Tinta Negra. A autora desta cria...