Vinhos do Alentejo colocaram no mercado 55 milhões de litros de vinho no 1º semestre de 2016

Segundo dados da CVRA (Comissão Vitivinícola Regional Alentejana), só nos primeiros seis meses de 2016 foram colocados no mercado 55 milhões de litros de vinho. Comparado com igual período do ano passado, falamos num aumento de 1,2%.

Para garantir a origem e confirmar a qualidade dos vinhos, desde o início do ano a CVRA controlou 204 produtores, fez análises de laboratório e exame sensorial a 2.742 lotes de vinho e apreciou 3.519 rotulagens. No balanço de todo este processo resultou a reprovação de 2,8% dos lotes avaliados, que não podem ser vendidos com o selo de garantia atribuído pela Comissão Vitivinícola Regional Alentejana.

Conteúdo patrocinado

Mesmo com o mercado nacional a absorver cerca de metade deste volume, a exportação é determinante para os Vinhos do Alentejo e o número de exportadores aumentou para 140 nos primeiros seis meses do ano, o que compara com os 136 verificados no mesmo período do ano passado.
Para a América do Norte houve um aumento de 10 exportadores, mas a redução na exportação para Angola fez diminuir em 7 o número de exportadores para o continente africano. Já para a China, houve mais 6 exportadores nos primeiros seis meses. Para Francisco Mateus, presidente da CVRA, “este dados sugerem que, apesar da diminuição no volume exportado, houve maior dinamismo por parte dos agentes que exportam”.

Um dos motivos da descida das exportações para fora da UE está relacionado com o facto de no período de janeiro a junho de 2015 grande parte das vendas tenham estado alicerçadas no desempenho de Angola, que representou 28% do total, acompanhada pelo Brasil a pesar 25% do total. Este ano, estes dois mercados desceram 63% e 27%, respectivamente, empurrando as exportações para fora da UE para uma baixa de 14% representando menos 745 mil litros face a igual período do ano anterior.

Em termos de crescimentos, destaque para os desempenhos dos países asiáticos, nomeadamente China e Japão com aumentos de 82% e 440%, respetivamente. A Rússia também aumentou em cerca de 100% face a 2015. Assim, China, Japão e Rússia foram os mercados com maiores crescimentos e, em conjunto, representaram 1/4 das exportações de Vinhos do Alentejo para fora da UE.

No entanto, e pese embora os crescimentos verificados nos países asiáticos, nestes primeiros seis meses do ano, são os EUA e o Brasil que se assumem como os principais destinos fora da UE, ainda que com variações negativas face a igual período de 2015.

Recomendado para si

Vencedor do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce chega a 17 às loj... O Pingo Doce apresenta amanhã o livro "O Narciso com Pelos no Nariz, vencedor da 5ª edição do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce, cuja autoria p...
Vinhos do Tejo em parceria com a TAP levam néctares a bordo Desafiada pela TAP, a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo) rapidamente “embarcou” na iniciativa ‘TAP Wine Experience’, convidando os seus...
Beefeater Dry Gin presente no MERC’ART 2018 Beefeater Dry Gin vai estar presente na 3ª edição do MERC'ART no LX Factory, de dia 13 de novembro a 23 de dezembro. O contentor da marca irá servir d...
Absolut procura o próximo grande criativo da marca com a Absolut Creat... Absolut vai lançar uma competição internacional intitulada Absolut Creative Competition em 19 países, com o objetivo de encontrar a próxima voz criati...
Pizza Hut chega ao Alegro Setúbal O Alegro Setúbal foi escolhido para a abertura de um novo restaurante Pizza Hut, com data marcada para o próximo dia 19 de novembro. Este novo restau...
Intimista: o novo restaurante de tapas alentejanas que tem mesmo de co... Misto de enchidos grelhados, pica-pau, carne de porco à Alentejana e pataniscas de bacalhau. Estas são apenas algumas das tapas que pode encontrar no ...