10 °C Lisbon, PT
2019-01-17

Cortes de Cima continua a surpreender com os vinhos do Alentejo atlântico

A Cortes de Cima continua a surpreender com os vinhos do Alentejo atlântico. O primeiro tinto das vinhas plantadas nos terrenos arenosos é agora comercializado: um vinho da delicada casta Pinot Noir. Também com uvas do litoral atlântico, uma gratificante edição do Sauvignon Blanc. Novos vinhos que mostram uma nova e diferente região do Alentejo. A descobrir!

O primeiro tinto da Cortes de Cima produzido no Alentejo atlântico

Até hoje, nunca um vinho tinto tinha sido produzido na Cortes de Cima com uvas colhidas na costa alentejana. Aliás, até 2008, não existiam vinhas na costa alentejana. Foi com a decisão de plantar cepas junto ao mar, de Hans Jorgensen, que a zona passou a pertencer ao mapa vitivinícola nacional. O primeiro tinto das vinhas plantadas na areia é agora comercializado – Pinot Noir da vindima de 2014.

Durante vários anos a equipa de enologia da Cortes de Cima estudou a casta com paciência e detalhe. Não existia um registo, um passado, como referência. Na vinha e na adega, muitos aspectos tiveram que ser descobertos – a condução da vinha, a maturação das uvas, as datas ideais de colheita, o processo de vinificação, o tipo de estágio. Foram precisas quatro vindimas e muitas vinificações na adega experimental até o resultado ser gratificante e o casal Jorgensen decidir engarrafar e comercializar o vinho.

Pub

A variedade delicada e frágil adaptou-se muito bem às características do Alentejo atlântico. As elevadas horas de luz, a temperatura moderada (sempre menos dez graus que na Vidigueira no Verão) e a brisa marítima frequente, tornam o crescimento saudável e a maturação da uva muito homogénea. No vinho o carácter do Alentejo é expressivo, com a fruta viva e muito apelativa, mas moldado pela mineralidade e frescura da costa atlântica.

O Cortes de Cima Pinot Noir 2014 estagiou quatro meses em barricas usadas de 225 litros – a madeira marca levemente o mantendo a identidade da casta.

É um vinho complexo, com aromas a morango fresco, musgo, terra molhada e cogumelo. Delgado e aberto, com taninos simples, muito elegante. Intenso e vibrante.

Um vinho branco que nasceu num ano perfeito

O Sauvignon Blanc é um dos vinhos emblemáticos do projecto da Cortes de Cima no Alentejo atlântico. A casta encontrou no contexto marítimo as condições ideais para se exprimir genuinamente na região.

Desde 2011 que este branco varietal é produzido. É uma casta difícil pois exige ser apanhada na altura certa para o vinho possuir o perfil pretendido por Hans Jorgensen e Hamilton Reis – carácter vegetal, acidez vibrante, volume e intensidade.

Os vinhos brancos de 2015 têm uma definição muito nítida, exprimindo com limpidez a identidade da casta. O ano permitiu uma maturação completa e equilibrada das uvas. A apanha foi realizada sem qualquer pressão climatérica, tendo as uvas sido colhidas no dia planeado.

O Sauvignon Blanc 2015 da Cortes de Cima mostra o característico aroma vegetal de relva cortada e espargos, com notas de figos e azeite verde. A frescura do mar salgado é cativante e prazenteira. Com a vindima de 2015, o Cortes de Cima Sauvignon Blanc atinge uma maturidade assinalável, resultando num vinho mais apurado, definido e completo.

Recomendado para si

Iguarias e Vinhos do Tejo à prova em 58 restaurantes durante o mês de ... A comida e o legado báquico são indissociáveis à boa mesa portuguesa! Com esse pressuposto, a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo e a Confraria Enó...
Evel branco 2017 no Top 100 Best Values da Wine Spectator Há quem diga “não há duas sem três”. Nós acrescentamos: “não há três sem quatro!” Afinal, é o quarto ano consecutivo em que a prestigiada revista nort...
Sabor do Ano 2019 distingue mais de 120 produtos A edição de 2019 do prémio SABOR DO ANO premeia 121 produtos em mais de 63 categorias – um número recorde para a edição portuguesa. No total, são cerc...
Vila Galé aposta na gastronomia portuguesa Com o objetivo de divulgar os sabores portugueses, a Vila Galé volta a promover a iniciativa gastronómica 12 Meses, 12 Pratos, 12 Euros. Assim, todos ...
Delta Cafés entra no mercado de barras de cereais Respondendo a estas necessidade dos consumidores, chega agora ao mercado a nova aposta da Delta Cafés – Croffee, uma barra de cereais saudável, sacian...
Imperial lança edição solidária da tablete Pantagruel 70% cacau A Imperial prepara-se para lançar, no primeiro trimestre de 2019, uma campanha solidária a favor da Associação Bagos D’Ouro. O maior produtor nacional...