«Curar as Cinco Feridas», de Lise Bourbeau

Como ultrapassar a rejeição, o abandono, a humilhação, a traição e a injustiça

Tomar consciência do grau de importância de cada uma das cinco feridas da alma e como curá-las através da aceitação é o que propõe Lise Bourbeau com o livro Curar as Cinco Feridas, que chega às livrarias no próximo dia 5 de agosto. Este livro surge no seguimento de As Cinco Feridas Que Impedem a Felicidade – um título que bate continuamente recordes de vendas e que está traduzido em 16 línguas – em que a autora dedicou um capítulo à cura das feridas.

Porém, os leitores continuavam a pedir mais ajuda e orientação sobre este tema e, assim, Lise Bourbeau decidiu dar a conhecer as numerosas novas descobertas desde escreveu aquele livro e, sobretudo, destacar a cura dessas feridas que fazem tanta gente sofrer.

São nove os capítulos de Curar as Cinco Feridas, sendo que desde logo a autora faz uma breve revisão das cinco feridas: rejeição, abandono, humilhação, traição e injustiça. Lise Bourbeau apresenta também um conjunto de respostas às perguntas mais comuns sobre este assunto, passando ainda pelo maior obstáculo à cura das feridas – o ego – até chegar ao capítulo da cura e dos seus benefícios.

«Sabes que estás no caminho da cura quando tens consciência que foi ativada uma ferida, quando és capaz de observar a
dor da ferida e te permites ser humano. Podes verificar que ultrapassaste estas etapas quando não sentes necessidade de
usar a máscara associada à ferida e, portanto, não tens nenhuma reação. A aceitação traz consigo um suspiro de alívio, faz
desaparecer gradualmente a dor e traz-te de volta ao momento presente. Encaras então o conjunto da situação como uma
lição de vida», afirma Lise Bourbeau.