15 °C Lisbon, PT
2018-12-18

Dependências Online – O Poder das Tecnologias

Um livro que pretende alertar sobre os perigos do mundo virtual, apelando a um comportamento saudável através de uma gestão integrada e moderada das tecnologias na nossa vida

Cada vez mais a internet faz parte do nosso dia-a-dia. Seja para trabalho ou lazer, a possibilidade de obter qualquer tipo de informação em segundos tornou-se uma mais-valia. Contudo, esta facilidade está diretamente associada a uma realidade preocupante: um estilo de vida em torno de ecrãs, capaz de gerar e potenciar comportamentos dependentes.

Com a participação de 22 especialistas na área, a obra “Dependências Online – O Poder das Tecnologias” surge com o objetivo de elucidar a comunidade em geral sobre o uso excessivo da internet e a sua estreita ligação com problemas emocionais e relacionais, sobretudo nas camadas mais jovens da população. Só em Portugal estima-se que 90% dos jovens, entre os 16 e os 24 anos, têm acesso pleno à internet, sendo que os internautas com mais de 15 anos se distinguem pela liderança no uso das redes sociais digitais, nomeadamente o Facebook.

Dividido em nove capítulos e enriquecido com exemplos práticos de intervenção psicossocial em casos graves de dependência online, nacionais e internacionais, o novo livro da Pactor pretende de igual modo alertar pais e educadores para a exclusão social e o impacto adverso nas rotinas diárias em particular nas crianças, onde 85% já possuem um smartphone.

Os largos anos de investigação e intervenção clínica dos vários profissionais que contribuíram para a obra, permitiram a criação de uma ferramenta essencial à compreensão da revolução tecnológica, os seus efeitos nas novas gerações – os “nascidos digitais” -, e as novas ameaças como é exemplo o Ciberbullying.

“A Internet veio para ficar. Nestes últimos 20 anos não tem parado de crescer, de se desenvolver, de potenciar novos recursos e de nos colocar perante ameaças e perigos que nem sabíamos que podiam existir. Dizem os que sabem que ainda agora a procissão vai no adro, que é como quem diz, que tempo vindouros trarão novas camadas de possibilidades que afetarão ainda mais a forma como nos relacionamos uns com os outros, como trabalhamos, como negociamos, como acedemos ao conhecimento e à informação.”

Principais temas abordados no livro:
• A internet e as novas gerações;
• A segurança e a Internet;
• A relação entre a escola e as TIC: que desafios?;
• Ciberbullying: O papel dos pais, da família e da escola;
• Os comportamentos e as preferências online dos jovens portugueses: o jogo online e as redes sociais;
• As relações amorosas e a Internet: Dentro e fora da rede;
• O funcionamento familiar, o bem-estar e o uso da internet;
• As dependências online: controvérsias e perfis;
• Intervenção clínica nas dependências online.

Recomendado para si

Forum Montijo e Forum Sintra lançam cartão oferta para acertar no sapa... Para os indecisos nas compras, para os que não gostam de correrias, para os que não conhecem as preferências pessoais dos adolescentes da família, mas...
Alma Shopping celebra Natal com concerto de Coro Infantil Como o Natal do Alma Shopping é este ano dedicado à música, na sexta-feira, dia 21 de dezembro, o Coro Infanto-Juvenil de São Caetano vai celebrar est...
Mercadão entrega brinquedos Science4you em 2 horas A Science4you e o Mercadão querem ajudar com os presentes de natal de última hora, pelo que nos próximos dias 19 e 20 de dezembro pode mesmo deixar tu...
Livro “Mamã, tenho Medo do Fogo!” da Chiado Kids chega às ... "Mamã, tenho Medo do Fogo!", com a chancela da Chiado Kids que vai ser apresentado este sábado, 15 de dezembro, às 14h45, no Auditório Municipal da Pa...
Toys”R”Us Espanha e Portugal tem serviço exclusivo para re... A Toys"R"Us Espanha e Portugal tem um novo serviço para este Natal que te permite reservar os teus artigos favoritos, com antecedência, sem necessidad...
Mercado de Campo de Ourique celebra o Natal As luzes estão montadas, a agenda repleta de animação e o mercado ‘Natal made in Portugal’ fazem do mercado mais tradicional de Lisboa paragem obrigat...