Monkey Shoulder chega a Portugal para quebrar regras

monkey-shoulder-chega-portugal-quebrar-regras_1Monkey Shoulder é um scotch destilado, amadurecido e engarrafado em Speyside, na Escócia, e chegou ao mercado nacional com o intuito de desmitificar o universo do whisky junto de uma nova geração de consumidores. É uma bebida que reúne as credenciais de três single maltes, a versatilidade de um mixer de cocktails e que possui características únicas capazes de estimular os sentidos.

Mais do que se dirigir aos habituais apreciadores, Monkey Shoulder pretende atingir homens e mulheres, entre os 27 -35 anos, que procuram cocktails excecionais e a melhor diversão. Este é também um produto muito valorizado por bartenders, criadores por natureza, adeptos da autenticidade e da genuinidade, os que gostam de mixar e provocar.

Dean Callan, embaixador internacional da marca, explica a intenção deste líquido: “Enquanto a William Grant and Sons tem vindo a produzir whisky há várias gerações, Monkey Shoulder procura eliminar alguns dos preconceitos associados ao consumo desta bebida, tornando-a acessível e apreciada por todos”.

E para os que se interrogam sobre a proveniência deste “ombro do macaco”, tradução literal do nome da marca, talvez seja importante contar uma breve história. Antigamente, quando o “homem do malte” virava a cevada durante turnos demasiado longos, o seu braço direito ficava pesado e descaído, como o do macaco. Foi assim que a alcunha surgiu. Hoje em dia, e para homenagear estes homens de trabalho, deu-se o nome a uma bebida que, apesar de tradicional na produção, pretende quebrar as tradições associadas ao seu consumo.

Esta necessidade de reinventar tradições é igualmente refletida no material de bar concebido pela marca e um dos bons exemplos é o Monkey Shoulder Konga Shaker. Tendo por base o design dos shakers mais antigos, que utilizavam um rolamento interno acionado por pegas laterais ao invés do habitual movimento de abanar, a marca desenvolveu uma edição moderna e limitada destes shakers que está a atrair a atenção de bartenders de todo o mundo.

E, em relação a este tema, Dean Callan não tem dúvidas: “Os bares de cocktails deveriam ser sempre divertidos, mas até estes se começam a levar demasiado a sério. O Konga Shaker vai mudar isso, porque representa tudo o que há de positivo na preparação de um cocktail: a representação, a sociabilidade e a criação de sabores únicos, por isso decidimos trazê-lo de volta”, afirma.

Mesmo que não seja do estilo de se “gabar”, Monkey Shoulder já conta com uma série de distinções internacionais desde a sua criação. O principal destaque vai para a eleição de scotch mais trendy de 2015 e 2016, pela “Drinks Internacional”, que surgiu após a votação dos 250 bares mais cotados no panorama mundial.

Recomendado para si

Nasceu a Cerveja Trindade, uma obra de irmandade de Mestres ... A Hoppy House Brewing (HHB) acaba de lançar uma nova cerveja artesanal, a Trindade – uma Obra de Mestre! A Fábrica da Trindade, fundada em 1836, recup...
Kellogg’s apresenta Choco Krispies agora com 30% menos de a... Kellogg’s apresenta agora Choco Krispies com menos 30% de açúcares e um sabor igualmente delicioso. A nova receita vem com mais cacau premium, é rica ...
Uber Eats chega a Sintra A partir de hoje, o Uber Eats - aplicação de entrega de comida ao domicílio da Uber - está disponível no concelho de Sintra. A cobertura inicial do se...
Versão solidária da Algarve Chefs Week acontece a 1 de dezem... A Algarve Chefs Week, evento gastronómico anual, volta a reunir chefs de diversos hotéis de luxo do Algarve para a realização do tradicional Jantar So...
Como será a alimentação de um astronauta ou de um velejador?... Terceira edição da Semana da Cozinha Italiana no Mundo arranca já na sexta-feira em Portugal e pretende sublinhar a excelência do Made in Italy O arr...
Aguardente Mosca ressurge 30 anos depois Trinta anos depois, a José Maria da Fonseca relança a famosa e prestigiada Aguardente MOSCA, um ícone dos destilados criado em 1937. Esta Aguardente v...