14 °C Lisbon, PT
2019-01-20

Esquadrão Pneumonia adverte. A Pneumonia mata a cada hora e meia. Vacine-se!

Todos os dias são internadas 81 pessoas com Pneumonia. 16 acabam por morrer. Ou seja, a cada hora e meia, morre uma pessoa vítima daquela que é uma das principais causas de morte preveníveis através de vacinação. Conscientes do papel fundamental da prevenção, o Grupo de Estudos de Doenças Respiratórias da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, a Fundação Portuguesa do Pulmão, a Associação Respira e a Sociedade Portuguesa de Pneumologia organizaram uma ação de sensibilização para a Pneumonia e para os problemas com ela relacionados. Chama-se Esquadrão Pneumonia e, pelo quarto ano consecutivo, vai percorrer o País no combate contra a doença.

A campanha “Esquadrão Pneumonia” chega amanhã às ruas. Entre as 10.00 e as 18.00, o Esquadrão vai estar na Praça da Figueira, em Lisboa, com o objetivo de sensibilizar a população para a Pneumonia e para os problemas com ela relacionados.

Depois de Lisboa, a ação prolongar-se-á por mais de uma semana, ao longo da qual passará por Évora, Leiria e Aveiro, terminando no Porto no dia 12, data em que se comemora o Dia Mundial da Pneumonia.

O apelo à prevenção é grande mensagem deste Esquadrão, que estará presente em algumas das mais emblemáticas praças do País com uma equipa de profissionais de saúde que vão realizar testes de espirometria e transmitir informação sobre a doença, explicar as principais formas de prevenção e esclarecer outras dúvidas.

A campanha Esquadrão Pneumonia dirige-se a toda a população, sobretudo, aos adultos a partir dos 50 anos. O seu principal objetivo é alertar a sociedade civil, a par da comunidade científica, para a importância de prevenir a doença. Com o Esquadrão Pneumonia, pretende-se impactar as pessoas na rua, dar-lhes a oportunidade de testarem a sua capacidade respiratória e de se aconselharem com profissionais de saúde qualificados.

São registados casos de Pneumonia ao longo de todo o ano mas é nesta época que se registam o maior número de casos. A vacinação antipneumocócica é a forma mais eficaz de se proteger e prevenir a Pneumonia.

Crianças e adultos a partir dos 65 anos, pessoas que, a partir dos 18 anos, sofram de co-morbilidades como Diabetes, Doença Cardíaca Crónica, Asma ou DPOC, fazem parte dos grupos de risco e por isso estão particularmente aconselhadas a fazer a prevenção.

Calendário Esquadrão Pneumonia

  • 03 de novembro – Lisboa | Praça da Figueira | 10.00 – 18.00
  • 05 de novembro – Évora | Praça 1º de Maio | 10.00 – 18.00
  • 08 de novembro – Leiria | Praça Rodrigues Lobo | 10.00 – 18.00
  • 10 de novembro – Aveiro | Praça do Mercado| 10.00 – 18.00
  • 12 de novembro – Porto | Praça dos Leões | 10.00 – 18.00

Os adultos também devem vacinar-se

A imunização na idade adulta é uma das preocupações das entidades promotoras do Esquadrão Pneumonia, que apelam à vacinação antipneumocócica numa faixa etária em que a doença pneumocócica se manifesta, sobretudo, sob a forma de Pneumonia.

O pneumococo é um dos agentes microbianos mais vezes identificados como causa de pneumonia. Sintomas como febre, tosse, expectoração, dificuldade respiratória, podem estar associados a pneumonia pelo, que quando presentes, devem ser convenientemente avaliados por um médico. A vacinação antipneumocócica é uma das armas que atualmente possuímos. Dirigida contra o pneumococo é a forma de minimizar esta doença que afeta, sobretudo, crianças e adultos a partir dos 65 anos e pela sua fragilidade, pessoas acima dos 50 anos que sofram de co-morbilidades como Diabetes, Doença Cardíaca Crónica, Asma ou DPOC, também devem ter especial atenção à prevenção.

De 18 em 18 minutos, há um internamento por Pneumonia. A cada 90, morre uma dessas pessoas. O conhecimento dos sintomas da doença e o recurso atempado aos cuidados médicos, a vacinação anti-gripal, bem como, a vacinação anti-pneumocócica poderão melhorar significativamente esta situação.

Para além da Pneumonia, a vacinação antipneumocócica previne formas graves da infecção por pneumococos como a Meningite e a Septicémia, e outras menos graves como a Otite Média Aguda e a Sinusite.

O pneumococo é o responsável por, aproximadamente, 1.6 milhões de mortes por ano em todo o mundo, sendo, por isso, uma das principais causas de morte preveníveis através de vacinação.

Recomendado para si

Perder peso depois dos 40 Para a grande maioria das mulheres, a entrada nos "entas" caracteriza-se pela facilidade em engordar e maior dificuldade em perder peso. De facto, os ...
Laboratórios LETI lançam Sebamed Emulsão sem sabão com Azeite Os Laboratórios LETI apresentam Sebamed Emulsão Sem Sabão com Azeite, desenvolvido para prevenir o aparecimento precoce de rugas e proteger o manto da...
Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo Hoje assistimos a um aumento da esperança média de vida, para a qual têm contribuído as melhorias das condições de higiene e dos cuidados de saúde pre...
Fitness Hut lança campanha “É POR MIM!” Quando chega o inverno, é mais do que comum começarmos a perder a vontade de ir regularmente ao ginásio. O verão já lá vai e o biquíni há muito que já...
Maria Cerqueira Gomes aceitou o desafio de L’Oréal Professionnel Natural do Porto, a apresentadora e modelo é uma referência inspiradora para muitas portuguesas. O estilo effortless chic, a personalidade determinada...
Nails4Us chegou ao Parque Atlântico A Nails4Us está presente no mercado há mais de 20 anos e, hoje em dia, conta com mais de 40 lojas entre Portugal, Espanha e Angola. Em Portugal, esta ...