Portugueses no Top 15 de competências em inglês em 2016

Portugal é o 15º lugar no Top 15 de competência em inglês em 2016 da EF Education First, descendo dois lugares no ranking em relação ao ano anterior, mas mantendo-se no nível de proficiência alto em inglês. Comparando com os países vizinhos do sul da Europa, Portugal mantém-se com o nível mais alto de proficiência de inglês.

Os resultados da 6ª edição do EF English Proficiency Index (EF EPI) – o maior ranking realizado a nível mundial sobre proficiência em inglês revelaram ainda que pela primeira vez, um país asiático, Singapura, está no nível de proficiência muito alto.

Conteúdo patrocinado

Nos primeiros cinco lugares mantém-se a Holanda, Dinamarca, Suécia, Noruega e Finlândia ocupam as cinco primeiras posições.

Entre os países que registaram o melhor progresso está a França, Qatar e Singapura enquanto o Iraque, Japão e Peru registaram o maior declínio no nível de proficiência.

Ao nível das diferenças de proficiência entre os géneros em diferentes posições dentro de uma empresa verifica-se que a nível mundial as mulheres lideram nos cargos de staff e gerência enquanto os homens continuam à frente nos cargos executivos

Publicado anualmente pela EF Education First, este ano o estudo envolveu 72 países e 950 mil alunos de inglês em todo o mundo, incluindo Portugal que este ano se posiciona em 15º lugar.

Recomendado para si

Saúde e Beleza vão liderar a procura de espaço físico no retalho Os retalhistas vão continuar a optar por espaços físicos para abrir as suas lojas nos principais mercados de retalho durante os próximos cinco anos. D...
Solidariedade sem Fronteiras no Lisbon Marriott Hotel Lisbon Marriott Hotel, no âmbito do programa Spirit to Serve our Communities, da Marriott International, e em parceria com as embaixadas, empresas e f...
Nasce a LOLA NORMAJEAN para agitar o mercado da criatividade Acaba de nascer a LOLA NORMAJEAN, uma agência de publicidade que resulta da união da portuguesa NORMAJEAN com a latina LOLA-MullenLowe, a Boutique Net...
Mais tempo e menos esforço: é isto que pede o consumidor As mudanças sociológicas que temos vindo a assistir nos últimos anos trazem-nos um consumidor que pede mais tempo e menos esforço nas suas compras. A...
Grande Consumo em Portugal mais focado no preço do que na inovação A inovação mais relevante introduzida no setor do Grande Consumo em Portugal poderia ter gerado, entre 2013 e 2016, um PIB adicional na economia portu...
Empresas portuguesas abaixo da média europeia na aplicação de Inteligê... Acaba de ser apresentado o estudo "Inteligência Artificial na Europa", desenvolvido pela EY em nome da Microsoft, que revela que as empresas portugues...