Home | Alimentação e bebidas | Candidatos ao Produto do Ano são fortes em inovação

Candidatos ao Produto do Ano são fortes em inovação

A Comissão de Avaliação e Ética do Produto do Ano (PDA) constituída pela APPM – Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing; CIP – Confederação Empresarial de Portugal; AIC – Associação dos Industriais de Cosmética, Perfumaria e Higiene Corporal; Grande Consumo e Briefing terminou a análise aos produtos candidatos ao PDA e concluiu que a maioria terá um bom nível de sucesso no mercado e que a relação qualidade/preço ou inovação/preço é muito boa.

Destaque para o grau de novidade que, quando comparado com a categoria/produtos já existentes no mercado, é positivo pois oscila entre o normal e o muito bom, assim como o grau de atratividade e a expectativa dos consumidores face às inovações apresentadas.

Em relação às megatendências de consumo conclui-se: 59% enquadra-se na tendência Convenience Rules (rápido e fácil/poupa tempo e economiza o esforço); 48% na tendência Premium Pull (proporciona uma experiência premium, mesmo num mercado massificado); 43% insere-se na tendência Health Matters (oferece benefícios à saúde); 40% está na tendência Made for Me (concebido para o perfil, necessidades e estilos de vida do consumidor); 36% enquadra-se na tendência Tech Time (permite tecnologia melhorada nos Fast-moving consumer goods e uma melhor experiência no mercado); 31% localiza-se na tendência On the Go (permite desfrutar em movimento); 27% na tendência Virtuous Pleasures (é importante passar do saudável à indulgência) e apenas 23% enquadra-se na tendência FruitTastic (permite usufruir da porção de açúcar necessária, através de uma versão de fruta). Dos candidatos ao PDA 44% dos produtos tentam enquadrar-se na tendência Made for Me, 32% na Tech Time e 31% nos Virtuous Pleasures

Desta análise resulta ainda que 41% das categorias têm tido inovações pontuais; 40% têm sido muito fortes em inovação de produto; 9% das categorias não se proporcionam a grandes inovações, nem têm sido fortes em inovação de produto e 1% das categorias precisam de mais inovação de serviço associada ao produto.

Este ano inscreveram-se 51 empresas distribuídas por 25 categorias que vão desde os combustíveis aos perfumes. Os vencedores são conhecidos no dia 7 de Fevereiro.

O Produto Ano é o prémio mais antigo no mundo e assinala 30 anos de existência em 2017 (13 em Portugal). O Produto do Ano (PDA) é agora gerido pela recém-criada Product of the Year Portugal.

Trata-se do único Prémio de Inovação no Grande Consumo, que premeia os produtos que se destacam, na sua categoria, pela inovação, atratividade e satisfação e com voto direto dos consumidores. Nesta edição foram envolvidos seis mil consumidores consequência de uma melhoria da metodologia. O Prémio foca-se nos novos produtos (lançados nos últimos 18 meses) comercializados na grande distribuição.

Check Also

Quinta de Chocapalha Castelão 2016 já está no mercado

A Quinta de Chocapalha, situada em Alenquer, acaba de apresentar a nova colheita do seu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.