10 °C Lisbon, PT
2019-03-22

Ervideira arranca o ano com investimento de 100.000 euros em preocupação ambiental

A Ervideira, produtora vitivinícola do Alentejo, tem vindo a colocar, ao longo dos últimos dez anos, a preocupação ambiental como uma prioridade inerente à sua estratégia, visão e ação no mercado. A verdade é que graças a isso, soma agora cerca de 1 milhão de euros investidos na redução da sua pegada ambiental.

Para dar início a um ano onde as previsões de negócio continuam a ser positivas, a Ervideira acaba de anunciar um investimento de 100.000 euros na preocupação ambiental. Este investimento cobre, em primeiro lugar, a aquisição de um trator agrícola equipado com a tecnologia de ponta de filtração de gases; e, em segundo, a aposta num atomizador que conta com um painel recuperador de calda, que irá permitir à empresa recuperar cerca de 80% da calda que atravessa a vinha.

A aquisição destes equipamentos faz prever uma redução de 50% do total de fitofármacos que eram aplicados. Assim, esta iniciativa, não só aumenta a economia nestes produtos, como reduz, significativamente, os resíduos no solo e no ar e, ainda, a probabilidade de resistências criadas pelas doenças das vinhas.

Pub

Nos últimos anos, a Ervideira tinha vindo a utilizar nas suas vinhas fitofármacos autorizados pela DG Proteção de Culturas em matéria de Proteção Integrada, cuja lista de produtos autorizados é muito restrita. Ou seja, a larga maioria das moléculas utilizadas são moléculas orgânicas que se degradam num curto período de 15 dias. Desta forma é possível garantir ao consumidor que os Vinhos Ervideira não têm quaisquer resíduos químicos.

Segundo Duarte Leal da Costa, “A Ervideira tem vindo a percorrer o caminho da diferenciação através da inovação no sector e esta aposta que temos vindo a desenvolver no âmbito da sustentabilidade, demonstra uma vez mais, o nosso espírito empreendedor e a preocupação permanente com toda a envolvente do mercado onde estamos presentes.”

“Todos os anos a Ervideira cativa reservas financeiras para investimentos com o único objetivo de: reduzir ainda mais a nossa já pequena pegada ambiental, e para além deste investimento agora efectuado, iremos dar agora inicio este ano a um estudo de filtração tangencial das águas da ETAR, estudo este que poderá levar a que as águas residuais tenham um muito elevado nível de qualidade”, afirma Duarte Leal da Costa.

Recomendado para si

Margão anuncia as Tendências de Sabores para 2019 Há duas décadas que o guia Tendências de Sabores, divulgado pela Margão, identifica e promove as tendências de sabores emergentes. “The Need for see...
Tradição e sabor genuíno com Nova Açores Queijo Ilha Fatiado O queijo Ilha Fatiado Nova Açores, produzido na bela ilha de São Miguel, na Unileite, surpreende com um aroma e sabor forte e limpo, perfeito para sa...
Nespresso lança edição limitada Master Origin Costa Rica O mais recente lançamento da Nespresso na gama é o exclusivo Master Origin Costa Rica, de Edição Limitada, que o vai transportar numa viagem única às...
Origens Bio lança novas bolachas biológicas e vegan Já se encontram à venda online e nas principais superfícies comerciais de norte a sul do país, os quatro sabores das novas bolachas da Origens Bio. E...
Amêndoas Vieira ganham uma nova cobertura, única em todo o mundo Mantendo a sua tradição de inovação, a Vieira, líder nacional no fabrico de amêndoas cobertas, apresenta esta páscoa a mais deliciosa criação com cho...
Nesta Primavera a Starbucks aposta no Matcha A Primavera está cada vez mais próxima e a Starbucks quer celebrá-la com muita cor (mais precisamente, com verde), apresentando assim a nova bebida d...