12 °C Lisbon, PT
2019-01-22

Ervideira arranca o ano com investimento de 100.000 euros em preocupação ambiental

A Ervideira, produtora vitivinícola do Alentejo, tem vindo a colocar, ao longo dos últimos dez anos, a preocupação ambiental como uma prioridade inerente à sua estratégia, visão e ação no mercado. A verdade é que graças a isso, soma agora cerca de 1 milhão de euros investidos na redução da sua pegada ambiental.

Para dar início a um ano onde as previsões de negócio continuam a ser positivas, a Ervideira acaba de anunciar um investimento de 100.000 euros na preocupação ambiental. Este investimento cobre, em primeiro lugar, a aquisição de um trator agrícola equipado com a tecnologia de ponta de filtração de gases; e, em segundo, a aposta num atomizador que conta com um painel recuperador de calda, que irá permitir à empresa recuperar cerca de 80% da calda que atravessa a vinha.

A aquisição destes equipamentos faz prever uma redução de 50% do total de fitofármacos que eram aplicados. Assim, esta iniciativa, não só aumenta a economia nestes produtos, como reduz, significativamente, os resíduos no solo e no ar e, ainda, a probabilidade de resistências criadas pelas doenças das vinhas.

Pub

Nos últimos anos, a Ervideira tinha vindo a utilizar nas suas vinhas fitofármacos autorizados pela DG Proteção de Culturas em matéria de Proteção Integrada, cuja lista de produtos autorizados é muito restrita. Ou seja, a larga maioria das moléculas utilizadas são moléculas orgânicas que se degradam num curto período de 15 dias. Desta forma é possível garantir ao consumidor que os Vinhos Ervideira não têm quaisquer resíduos químicos.

Segundo Duarte Leal da Costa, “A Ervideira tem vindo a percorrer o caminho da diferenciação através da inovação no sector e esta aposta que temos vindo a desenvolver no âmbito da sustentabilidade, demonstra uma vez mais, o nosso espírito empreendedor e a preocupação permanente com toda a envolvente do mercado onde estamos presentes.”

“Todos os anos a Ervideira cativa reservas financeiras para investimentos com o único objetivo de: reduzir ainda mais a nossa já pequena pegada ambiental, e para além deste investimento agora efectuado, iremos dar agora inicio este ano a um estudo de filtração tangencial das águas da ETAR, estudo este que poderá levar a que as águas residuais tenham um muito elevado nível de qualidade”, afirma Duarte Leal da Costa.

Recomendado para si

IKEA desafia clientes a cozinharem juntos A IKEA acaba de lançar um novo desafio aos seus clientes: "Vamos Cozinhar Juntos", com o objetivo de encontrar um novo prato vegetariano para a ementa...
Feijoada à brasileira é novidade no Vila Galé Porto Os sabores do Brasil vão ser o prato forte ao almoço de sábado, no hotel Vila Galé Porto. Já a partir de 26 de janeiro, os clientes poderão deliciar-...
Eleven apresenta Mesa dos Onze O restaurante Eleven, premiado com uma estrela Michelin, apresenta, a partir da próxima semana, um novo conceito de almoço. Trata-se de um almoço surp...
Em Janeiro, o Kanazawa mergulha no mar português Para começar o ano em tom de celebração, a ementa de janeiro do Kanazawa escolheu a frescura dos ingredientes do mar, aliada à acidez de citrinos vari...
Chegou a mais recente novidade Nestlé BIO: Chocapic Bio e Cheerios Bio... A Nestlé acaba de lançar os cereais de pequeno-almoço Chocapic Bio e Cheerios Bio. Estes novos produtos têm ingredientes de produção biológica e conta...
Terra Nostra reduz significativamente Pegada Ambiental Graças ao Programa Leite de Vacas Felizes, que promove a pastagem ao ar livre 365 dias por ano; Terra Nostra revelou uma redução muito significativa n...