17 °C Lisbon, PT
2019-03-25

Consumidores portugueses aderem às compras online

Viagens, vestuário, livros/música/papelaria e bilhetes para espetáculos são os produtos mais procurados online

Segundo o relatório internacional da Nielsen “Global Connected Commerce”, elaborado a partir de uma amostra online, os consumidores portugueses são especialmente atraídos para a compra online de viagens (57% contra 47% na média europeia), vestuário, livros/música/papelaria e bilhetes para eventos. Também os produtos tecnológicos são adquiridos online por quase metade dos consumidores portugueses.

O que incentivaria o consumidor português a adquirir produtos alimentares online?

Apesar de se mostrarem disponíveis para a compra online de várias categorias, os consumidores portugueses revelam-se pouco adeptos deste tipo de compra no que respeita ao setor alimentar. 59% dos inquiridos preferem comprar produtos frescos e de mercearia em lojas físicas e não consideram a sua compra online. Por outro lado, 23% dos consumidores assumem que não adquirem estes produtos online mas estariam disponíveis para o fazer num futuro próximo.

De acordo com este relatório Nielsen, existem várias mensagens publicitárias que poderiam incentivar os portugueses a comprar produtos alimentares online, sendo a garantia de devolução uma das mais relevantes, assim como as entregas gratuitas, as descrições e informações sobre o produto e a possibilidade de obter informações sobre o estado das encomendas.

Pub

Quais os recursos digitais mais valorizados?

Ainda relativamente à compra de produtos alimentares, os consumidores nacionais mostram-se disponíveis para a utilização de diferentes tipos de recursos digitais. 41% dos inquiridos admitem utilizar as caixas self-service como forma de pouparem tempo e 48% assumem poder vir a utilizar.
Os portugueses mostram-se também disponíveis para a futura utilização de scanners manuais para evitar filas nas caixas (70%), Wi-Fi na loja para poderem receber informações e ofertas no próprio local de compra (67%), listas de compras online ou mobile (66%), cupões online ou mobile (65%), encomendas online com receção ao domicílio (62%) ou apps dos retalhistas de forma a receber informação e ofertas na própria loja (59%).

Principais fontes de informação online e offline dos consumidores nacionais

As fontes de informação utilizadas pelos consumidores durante o processo de tomada de decisão divergem de acordo com as categorias de produtos: nos setores de vestuário e eletrónica, os consumidores apoiam-se na pesquisa em lojas físicas, lojas online e sites das lojas. Por outro lado, na categoria de Beleza e Cuidado Pessoal, os consumidores procuram informação em lojas físicas, em websites com cupões e descontos e ainda a partir das recomendações dos seus conhecidos. Quando compram produtos frescos, os consumidores suportam as suas decisões a partir das lojas físicas, dos folhetos recebidos ou dos websites com cupões e descontos.

Portugueses confiam nas compras online

61% dos consumidores nacionais (contra apenas 53% na média europeia) revelam a sua confiança nas compras online, admitindo que se sentem seguros na disponibilização de informações pessoais nestas plataformas.

Recomendado para si

Muitas sandálias na coleção feminina da Rockport Para esta Primavera/Verão 2019, a coleção feminina da Rockport apresenta uma grande variedade de sandálias que facilmente se adaptam a todas as ...
VINUM: como se escolhe o prato perfeito para cada vinho? As novas provas harmonizadas do VINUM Restaurante & Wine Bar têm como objetivo mostrar algumas das melhores combinações entre gastronomia e vinho...
Vila Galé Douro Vineyards expõe obra exclusiva de recordista do Guinne... O Vila Galé Douro Vineyards, em Armamar, Douro, vai ter exposta uma obra de Saimir Strati, artista plástico premiado com dez recordes mundiais do Gui...
Huawei P smart + 2019: o smartphone de lentes triplicadas IA para os j... A Huawei lança o Huawei P smart + 2019 no mercado português, uma versão atualizada do muito recente P Smart 2019, com uma terceira câmara traseira IA...
Lock Corporate Spaces com forte atividade na execução de escritórios... A atividade de ocupação de escritórios está em alta e a Lock Corporate Spaces tem acompanhado o crescimento que se regista neste mercado com a execuç...
Gin e vinho bebem o nome do monte que dá vida a este projeto alentejan... O gin artesanal e os vinhos do Monte da Bica ganharam vida em Lavre, num Alentejo que inspirou e desafiou três empreendedores a apostarem neste proje...