Consumidores portugueses aderem às compras online

Viagens, vestuário, livros/música/papelaria e bilhetes para espetáculos são os produtos mais procurados online

Segundo o relatório internacional da Nielsen “Global Connected Commerce”, elaborado a partir de uma amostra online, os consumidores portugueses são especialmente atraídos para a compra online de viagens (57% contra 47% na média europeia), vestuário, livros/música/papelaria e bilhetes para eventos. Também os produtos tecnológicos são adquiridos online por quase metade dos consumidores portugueses.

O que incentivaria o consumidor português a adquirir produtos alimentares online?

Apesar de se mostrarem disponíveis para a compra online de várias categorias, os consumidores portugueses revelam-se pouco adeptos deste tipo de compra no que respeita ao setor alimentar. 59% dos inquiridos preferem comprar produtos frescos e de mercearia em lojas físicas e não consideram a sua compra online. Por outro lado, 23% dos consumidores assumem que não adquirem estes produtos online mas estariam disponíveis para o fazer num futuro próximo.

De acordo com este relatório Nielsen, existem várias mensagens publicitárias que poderiam incentivar os portugueses a comprar produtos alimentares online, sendo a garantia de devolução uma das mais relevantes, assim como as entregas gratuitas, as descrições e informações sobre o produto e a possibilidade de obter informações sobre o estado das encomendas.

Quais os recursos digitais mais valorizados?

Ainda relativamente à compra de produtos alimentares, os consumidores nacionais mostram-se disponíveis para a utilização de diferentes tipos de recursos digitais. 41% dos inquiridos admitem utilizar as caixas self-service como forma de pouparem tempo e 48% assumem poder vir a utilizar.
Os portugueses mostram-se também disponíveis para a futura utilização de scanners manuais para evitar filas nas caixas (70%), Wi-Fi na loja para poderem receber informações e ofertas no próprio local de compra (67%), listas de compras online ou mobile (66%), cupões online ou mobile (65%), encomendas online com receção ao domicílio (62%) ou apps dos retalhistas de forma a receber informação e ofertas na própria loja (59%).

Principais fontes de informação online e offline dos consumidores nacionais

As fontes de informação utilizadas pelos consumidores durante o processo de tomada de decisão divergem de acordo com as categorias de produtos: nos setores de vestuário e eletrónica, os consumidores apoiam-se na pesquisa em lojas físicas, lojas online e sites das lojas. Por outro lado, na categoria de Beleza e Cuidado Pessoal, os consumidores procuram informação em lojas físicas, em websites com cupões e descontos e ainda a partir das recomendações dos seus conhecidos. Quando compram produtos frescos, os consumidores suportam as suas decisões a partir das lojas físicas, dos folhetos recebidos ou dos websites com cupões e descontos.

Portugueses confiam nas compras online

61% dos consumidores nacionais (contra apenas 53% na média europeia) revelam a sua confiança nas compras online, admitindo que se sentem seguros na disponibilização de informações pessoais nestas plataformas.

Recomendado para si

NUTRILITE apresenta nova vitamina “solar” para reforçar o organismo... A NUTRILITE, que se apresenta como a marca número 1 em vendas de vitaminas e suplementos dietéticos do mundo, vendida exclusivamente pela Amway, apres...
Vencedor do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce chega a 17 às loj... O Pingo Doce apresenta amanhã o livro "O Narciso com Pelos no Nariz, vencedor da 5ª edição do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce, cuja autoria p...
Vista Alegre lança Prémio Internacional de Ilustração em Porcelana A Vista Alegre instituiu o Prémio Internacional de Ilustração e Porcelana, cuja primeira edição está já em curso, numa parceria com a Tcharan Editora ...
MEISTERSINGER apresenta nova edição especial dedicada ao Fado Depois do sucesso da coleção City Edition dedicada à cidade de Lisboa de 2017, a marca alemã MeisterSinger apresenta, este ano, uma edição especial de...
Vinhos do Tejo em parceria com a TAP levam néctares a bordo Desafiada pela TAP, a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo) rapidamente “embarcou” na iniciativa ‘TAP Wine Experience’, convidando os seus...
Marciano apresenta campanha Holiday 2018 A campanha Holiday 2018 da Marciano, com direção criativa de Paul Marciano e fotografada pela objetiva de Thomas Louvagny, foi realizada no coração de...