Home | Moda | Jaquet Droz celebra o ano novo chinês

Jaquet Droz celebra o ano novo chinês

Com o calendário Chinês a mudar para o Ano Novo sob o signo do Galo de Fogo, a Jaquet Droz apresenta quatro novos modelos, resultado da extraordinária colaboração com o seu Ateliers d’Art, para celebrar a histórica ligação entre a China e a marca célebre pelas suas duas estrelas.

O Galo de Fogo é o décimo animal do Zodíaco Chinês e incorpora todas as forças positivas: virtude cívica, habilidades de combate, presença militar, coragem e um sentido de proteção, bem como a capacidade única de assinalar o nascer do sol através da música. Para a Jaquet Droz, o galo, um animal cuja relação com a passagem do tempo é evocativa, é também parte da grande tradição naturalista acarinhada pela relojoeira de La Chaux-de-Fonds. Também visto pelo seu lado poético, o modelo Petit Heure Minute, tem um design do mostrador que proporciona uma página em branco na qual o Ateliers d’Arts pode expressar a sua mais bela arte. É com base neste célebre modelo da passagem do tempo, que se tem tornado uma tela para a expressão artística, que a Jaquet Droz criou quatro novos modelos para celebrar o Ano Novo Chinês.

Dois dos modelos prestam tributo à pintura de miniaturas. Esta extraordinária disciplina transmitida a partir dos mestres do Iluminismo é expressada na forma de dois mostradores de esmalte Grand Feu, alojados em caixas de ouro rosa com 39 mm, e cravejados de diamantes no modelo com 35 mm de diâmetro.

O Galo, que é acompanhado por peónias (conhecidas como “as Rainhas das Flores”) que representa a renovação da primavera, é retratado na parte inferior da massa oscilante gravada à mão, num estilo aquarela que evoca as obras de arte da caligrafia chinesa. Cada modelo é único, retratando verdadeiras pinturas de miniatura que refletem a hábil mão do artista. À esquerda do mostrador, os rebentos de bambu representam ainda outra promessa de felicidade, a de um ano cheio de juventude, retidão e resiliência perante a adversidade.

A técnica de escultura de miniatura é aplicada para os outros dois preciosos modelos. Limitado a 28 peças, o primeiro Petite Heure Minute Galo combina tonalidades de ouro rosa com a sua luz única, através de um mostrador com jade e madrepérola, que são gravados à mão nos ateliers da Jaquet Droz. Esta obra-prima em miniatura celebra um dos mais simbólicos materiais na Ásia: o jade, símbolo de sorte e saúde, que é oferecida como presente para assinalar os momentos mais importantes da vida. O mostrador é pintado à mão em tons monocromáticos que realçam cada relevo. Por fim, o esplendor nesta notável criação evoca quer o brilhantismo do Ateliers d’Art da Jaquet Droz, quer a engenhosidade da pintura tradicional Chinesa. A Jaquet Droz criou igualmente uma edição limitada de oito peças inteiramente pintadas à mão, iluminadas por brilhantes penas de galo. Estas pinturas extraordinariamente realistas complementam o brilho dos diamantes existentes sobre as peças.

O suave sol que se levanta na névoa, a inclinação da montanha e as pétalas delicadas da peónia, apresentados numa palete a preto e branco, são ainda mais realçados pelo brilho das pedras preciosas. Este trabalho de excelência é de novo repetido na massa oscilante da estrutura, trabalhada em ouro, gravada, patinada e decorada em jade.

Apresentando um movimento com escape de silício, estes quatro modelos demonstram o grau no qual a paixão e a perícia da Jaquet Droz com pedras preciosas, escultura e pintura em miniatura anda de mãos dadas com o diálogo que a marca das duas estrelas sempre manteve com a China. Ilustram ainda como o Ano Novo, um momento de esperança, nunca se afastou de um sentido de tradição.

Check Also

Oris x Zero Waste Lab juntos em projeto ambiental

No início de Julho, a marca de relógios de origem suíça Oris associou-se à Associação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.