Home | Últimas Notícias | Ericsson e Vodafone analisam as emoções dos utilizadores de banda larga móvel

Ericsson e Vodafone analisam as emoções dos utilizadores de banda larga móvel

A Ericsson e a Vodafone Germany usam a neurociência para compreender a forma como a performance de rede afeta as emoções e os níveis de stress dos utilizadores e a marca do operador

  • Basta um atraso de apenas dois segundos no upload de uma selfie para o Facebook para causar stress junto dos utilizadores de smartphones que participaram no estudo
  • Os resultados mostram que os consumidores têm elevadas expectativas no que respeita ao tempo de acesso ao conteúdo: um atraso de um segundo no carregamento de vídeo é motivo de stress

Num projeto de investigação concluído esta semana, a Ericsson e a Vodafone Germany recorreram à neurociência para compreender o que pensam realmente os subscritores de serviços de banda larga móvel sobre o desempenho de rede. O equipamento de eletroencefalografia foi utilizado para monitorizar a atividade cerebral de 150 clientes que se voluntariaram para fazerem parte do projeto em Dusseldorf, Alemanha. O estudo revelou que mesmo os mais pequenos atrasos e distúrbios na utilização aumentam o nível de tensão e de stress e têm um impacto negativo na lealdade dos consumidores e na imagem da marca do operador.

Pediu-se aos utilizadores que fizeram parte do estudo que completassem 13 tarefas específicas em 10 minutos usando um smartphone ao mesmo tempo que se simulava uma degradação na qualidade do serviço. Entre as tarefas encontravam-se ações comuns como a navegação na Net, o streaming de vídeos e o upload de selfies. Além do equipamento de eletroencefalografia, foram utilizadas máquinas de monitorização de movimentos oculares e tensiómetros para avaliar as variações de atenção e o ritmo cardíaco dos participantes.

Check Also

Swarovski apresenta a nova Eyewear Collection 2019

Incorporando os mais recentes designs, linhas puras e uma paleta de cores apelativa, a coleção …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.