EDP e Jimmy P desafiam jovens a escolher o futuro sem barreiras nem preconceitos

A EDP lançou em conjunto com o músico Jimmy P, o projeto “Tagga o teu Futuro”, uma iniciativa dirigida a alunos entre os 12 e 18 anos, que envolve cerca de mil escolas de todo o país e que tem como objetivo promover a mudança na sociedade para um caminho de maior diversidade e inclusão.

Com o single “Handz Up” o músico dá voz a esta causa ao desafiar os jovens a serem ousados nos seus sonhos e acreditarem num futuro sem barreiras e preconceitos. No videoclip da música “Handz Up”, que assinala o arranque desta iniciativa da EDP, Jimmy P apela aos jovens para não baixarem os braços e acreditarem em si: “Ser diferente não é ser inferior. É ser igual a ti mesmo e conheceres o teu valor.”

O envolvimento das escolas e dos jovens é feito através de uma plataforma onde, como primeiro desafio, cada um dos alunos poderá fazer a sua participação. O objetivo é que cada jovem possa ‘taggar’ o seu futuro e assinalar a profissão dos seus sonhos, sem barreiras nem preconceitos.

As escolas com maior nível de mobilização até ao próximo dia 21 de abril, serão conhecidas no início de maio e receberão um concerto do Jimmy P.

Como segundo desafio e em parceria com o projeto Inspiring Future, os professores serão convidados a mobilizar os seus alunos, em contexto de aula, a debater as limitações com que se deparam no dia-a-dia e a refletir sobre possíveis soluções, identificando os recursos necessários para o efeito. As iniciativas vencedoras serão apoiadas pela EDP através de um conjunto de mentores, incluindo o Jimmy P, para apoiar a sua concretização.

Promovido pela EDP, o projeto “Tagga o teu futuro” pretende ajudar a mudar mentalidades, sabendo que os jovens realizam escolhas, na maioria dos casos, condicionadas por barreiras ou preconceitos que lhes são impostos pelo seu contexto, origem ou características pessoais.

Para o músico Jimmy P, o objetivo é ajudar os jovens a lutar pelos seus sonhos, promovendo a diversidade e a inclusão no sítio onde eles passam mais tempo – a escola. “Identifico-me com este projeto a 100% e passo essa mensagem na minha música. Gostava que os jovens seguissem os seus sonhos, sem medo. Eu sonhava ser músico, e sou. Vivi em França, vim para Portugal para jogar futebol, mas prefiro mil vezes mais fazer música. Nem sempre tive apoio ou a aprovação dos outros, mas nunca desisti do meu sonho.”, conta o artista.

Recomendado para si

The Pitch Market começa amanhã em Belém e cria “Cidade do Design”... Começa já esta quinta-feira, a 4ª edição do The Pitch Market que regressa a Lisboa, até 23 de setembro, com um novo formato e uma nova localização. O ...
Alameda recebe três dias de tasquinhas e espetáculos A 4ª edição da Festa das Colectividades e Casas Regionais de Lisboa começa a 18 de maio e prolonga-se até dia 20 na Alameda D. Afonso Henriques, junto...
Jornadas da Univ. Europeia e IPAM debatem responsabilidade social A Universidade Europeia, o IADE – Universidade Europeia e o IPAM (Lisboa e Porto), instituições da Laureate International Universities vão realizar es...
Estreia Go Foodies no Wine in Azores Há um novo projeto nacional na área da gastronomia. Chama-se Go Foodies e vai estrear-se na próxima edição do Wine in Azores, que se realiza de 20 a 2...
Congresso Nacional de Suinicultura apresenta projeto porco.pt  A nova marca de certificação porco.pt será um dos pontos altos da oitava edição do Congresso Nacional de Suinicultura, um evento que decorre nos dias ...
‘Desencaminharte’ a descobrir o Alto Minho em junho Do nascer-do-sol do dia 1 de junho ao pôr-do-sol do dia 4, quem visitar o Alto Minho é ‘desencaminhado’ a descobrir a arte e a natureza. A proposta é ...