9 °C Lisbon, PT
2019-01-16

Monarch “aterra” no Porto

A partir do próximo dia 28 de Abril, o aeroporto Francisco Sá Carneiro vai passar a receber voos diretos da Monarch, a companhia de aviação britânica que integra um grupo independente e se posiciona como uma companhia aérea lider na área do lazer. Com tarifas a partir dos 26€, vai poder voar diretamente do Porto para o aeroporto de Birmingham, às terças, sextas e domingos, para Londres (Luton) às terças, sábados e domingos e para o aeroporto de Manchester, às quintas, sextas e domingos.

Num ano já marcado pelo sucesso, tendo a Monarch crescido em Portugal 32% face ao ano anterior, chegou o momento de apostar fortemente no Porto, para o qual estão programados voos directos de 3 diferentes aeroportos do Reino Unido. O Porto é considerado para os turistas britânicos como uma excelente opção de city break o que justifica esta forte aposta.

Dados recentes do setor do turismo em Portugal demonstram que o Reino Unido é o mercado nº1. Hoje sabemos que o grau de satisfação dos turistas britânicos é bastante elevado (95% dos britânicos ficaram muito satisfeitos com as férias em Portugal e 99% viram as suas expetativas satisfeitas ou superadas) e mais de 54% dos inquiridos repetem a sua visita a Portugal. As previsões de crescimento médio
anual até 2019 são de 3,1% na procura por parte de turistas britânicos; 2,5% nos gastos turísticos e 2,2% nas vendas do setor turístico no mercado online.

Ian Chambers, Chief Commercial Officer da Monarch, refere que “ o verão de 2017 é já um sucesso para a Monarch e comparativamente com o verão anterior temos um crescimento de mais de 30%. Portugal é o segundo país a crescer de forma mais rápida, sendo ultrapassado apenas pela Croácia. É este sucesso que nos leva a apostar no Porto, sendo este o quarto aeroporto Português a integrar a rede Monarch.

Queremos oferecer aos nossos passageiros a oportunidade de conhecer a bonita cidade do Porto e dar as boas-vindas aos passageiros oriundos do Porto que chegarem aos aeroportos de Birmingham, Londres (Luton) e Manchester.”

As relações comerciais entre Portugal e Inglaterra remontam ao ano de 1703 Foi no ano de 1703 que Portugal e Inglaterra assinaram o Tratado de Methuen, também conhecido como o “tratado dos panos e vinhos” tendo sido este um acordo comercial que determinava que a Inglaterra tivesse o monopólio dos tecidos importados por Portugal, e em contrapartida, teria o monopólio da importação de vinho pelos
britânicos. Foi aqui que se deu início ao comércio do Vinho do Porto com os Ingleses, sendo esta a mais antiga aliança entre países.

Hoje no douro vinhateiro continuam a viver e a produzir vinhos muitas gerações de familias oriundas do Reino Unido.

Recomendado para si

Montanha-Russa está de volta ao D. Maria II Depois de, em março de 2018, se ter estreado no Teatro Nacional D. Maria II e, em seguida, ter partido em digressão, o espetáculo Montanha-Russa regre...
Agora é mais fácil marcar mesa numa Pousada de Portugal Marcar mesa no restaurante de uma Pousada de Portugal é agora mais fácil e rápido, basta aceder ao site da marca, consultar a disponibilidade e fazer ...
Imperial lança edição solidária da tablete Pantagruel 70% cacau A Imperial prepara-se para lançar, no primeiro trimestre de 2019, uma campanha solidária a favor da Associação Bagos D’Ouro. O maior produtor nacional...
MAR Shopping Food Experience regressa ao palco em 2019 O Espaço de Restauração do MAR Shopping Matosinhos volta a dar palco a novas experiências de cultura e lazer. A programação gratuita estende-se de fev...
Irish Celtic em Lisboa com novas sessões Irish Celtic em Lisboa com novas sessões - Dias 17 e 18 de Fevereiro! Irish Celtic é um Pub, em Cork, Irlanda. A sua história data do princípio dos t...
Vodafone vai instalar antena 5G na Faculdade de Engenharia da Universi... A Vodafone Portugal vai instalar uma antena 5G na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). A iniciativa acontece na sequência da adesã...