9 °C Lisbon, PT
2018-12-14

Utilizadores com uma média de 37 anos são quem mais procura resposta para doenças na Internet

Homens e mulheres (50 por cento cada), com uma média de idade de 37 anos e que pesquisam sintomas ou problemas de saúde como ansiedade, aftas, azia ou pirose, dores músculo-esqueléticas, dor de cabeça, acne, rinorreia e congestão nasal, diarreia, calos e dor de garganta e rouquidão são, segundo a plataforma MedicamentoCerto.pt, os consumidores de informação sobre pequenos problemas de saúde na Internet.

O site Medicamento Certo, que permite aos utilizadores obterem, de forma simples, grátis, remota e rápida, conselhos para tratar pequenos problemas de saúde, já recebeu mais de 18 mil visitas desde o seu lançamento no início de abril e revela ainda que os utilizadores identificam principalmente alergias a ácaros, pólen e penicilinas.

Os utilizadores entram na plataforma, escolhem de uma lista de sintomas aqueles de que sofrem, introduzem os seus dados (género, idade, peso, medicamentos que estão a tomar e doenças crónicas de que possam sofrer) e é-lhes indicado um medicamento adequado a tomar. Nos casos em que os sintomas são de risco de um problema grave, o site avisa o utilizador para procurar ajuda de um profissional de saúde.

Quanto à pesquisa de informação sobre marcas de medicamentos não sujeitos a receita médica, de forma a obterem aconselhamento sobre o seu uso correto, os utilizadores selecionaram mais vezes os medicamentos Daktarin® (Miconazol; antifúngico), Ben-U-Ron® (Paracetamol; analgésico e antipirético) e Valdispert® (Extrato de valeriana; ansiolítico).

“O Medicamento Certo nasceu para ajudar as pessoas que estão em casa ou no trabalho e precisam de uma solução rápida e simples para um problema de saúde, sem aparente gravidade. Não nos queremos substituir a consultas médicas ou a uma ida à farmácia e em caso de dúvida ou de persistência dos sintomas deve ser consultado um profissional de saúde, mas em casos simples, os utilizadores podem ter uma resposta rápida e certeira, no seu smartphone, tablet ou computador” afirma Cristina Silva, Co-founder & CEO da serFarma.

O Medicamento Certo foi desenvolvido pela empresa serFarma, constituída por farmacêuticos, e disponibiliza informação resumida sobre problemas de saúde de menor gravidade e recomendações para a sua prevenção, alívio e/ou tratamento. O uso é exclusivo a maiores de 18 anos, em território português (Portugal Continental e Ilhas).

Recomendado para si

Sustentabilidade ecológica e eficiência energética ganham peso em 2019... Em 2019 vão surgir mais iniciativas ligadas à sustentabilidade ecológica e à eficiência energética, com empresas e governos mais proativos em temas co...
60 a 70% dos diagnósticos de cancro do pulmão são feitos numa fase ava... Diagnóstico precoce é um dos grandes desafios na luta contra a doença Diagnosticar o cancro do pulmão nas suas fases mais precoces é o grande desafio...
Saúde e Beleza vão liderar a procura de espaço físico no retalho Os retalhistas vão continuar a optar por espaços físicos para abrir as suas lojas nos principais mercados de retalho durante os próximos cinco anos. D...
Mais tempo e menos esforço: é isto que pede o consumidor As mudanças sociológicas que temos vindo a assistir nos últimos anos trazem-nos um consumidor que pede mais tempo e menos esforço nas suas compras. A...
Grande Consumo em Portugal mais focado no preço do que na inovação A inovação mais relevante introduzida no setor do Grande Consumo em Portugal poderia ter gerado, entre 2013 e 2016, um PIB adicional na economia portu...
Empresas portuguesas abaixo da média europeia na aplicação de Inteligê... Acaba de ser apresentado o estudo "Inteligência Artificial na Europa", desenvolvido pela EY em nome da Microsoft, que revela que as empresas portugues...