Home | Serviços Vários | Estudos | Utilizadores com uma média de 37 anos são quem mais procura resposta para doenças na Internet

Utilizadores com uma média de 37 anos são quem mais procura resposta para doenças na Internet

Homens e mulheres (50 por cento cada), com uma média de idade de 37 anos e que pesquisam sintomas ou problemas de saúde como ansiedade, aftas, azia ou pirose, dores músculo-esqueléticas, dor de cabeça, acne, rinorreia e congestão nasal, diarreia, calos e dor de garganta e rouquidão são, segundo a plataforma MedicamentoCerto.pt, os consumidores de informação sobre pequenos problemas de saúde na Internet.

O site Medicamento Certo, que permite aos utilizadores obterem, de forma simples, grátis, remota e rápida, conselhos para tratar pequenos problemas de saúde, já recebeu mais de 18 mil visitas desde o seu lançamento no início de abril e revela ainda que os utilizadores identificam principalmente alergias a ácaros, pólen e penicilinas.

Os utilizadores entram na plataforma, escolhem de uma lista de sintomas aqueles de que sofrem, introduzem os seus dados (género, idade, peso, medicamentos que estão a tomar e doenças crónicas de que possam sofrer) e é-lhes indicado um medicamento adequado a tomar. Nos casos em que os sintomas são de risco de um problema grave, o site avisa o utilizador para procurar ajuda de um profissional de saúde.

Quanto à pesquisa de informação sobre marcas de medicamentos não sujeitos a receita médica, de forma a obterem aconselhamento sobre o seu uso correto, os utilizadores selecionaram mais vezes os medicamentos Daktarin® (Miconazol; antifúngico), Ben-U-Ron® (Paracetamol; analgésico e antipirético) e Valdispert® (Extrato de valeriana; ansiolítico).

“O Medicamento Certo nasceu para ajudar as pessoas que estão em casa ou no trabalho e precisam de uma solução rápida e simples para um problema de saúde, sem aparente gravidade. Não nos queremos substituir a consultas médicas ou a uma ida à farmácia e em caso de dúvida ou de persistência dos sintomas deve ser consultado um profissional de saúde, mas em casos simples, os utilizadores podem ter uma resposta rápida e certeira, no seu smartphone, tablet ou computador” afirma Cristina Silva, Co-founder & CEO da serFarma.

O Medicamento Certo foi desenvolvido pela empresa serFarma, constituída por farmacêuticos, e disponibiliza informação resumida sobre problemas de saúde de menor gravidade e recomendações para a sua prevenção, alívio e/ou tratamento. O uso é exclusivo a maiores de 18 anos, em território português (Portugal Continental e Ilhas).

Check Also

Apenas 5% da inovação nos Bens de Grande Consumo inclui valores sustentáveis

A sustentabilidade é um conceito que tem vindo a conquistar cada vez mais importância no …