13 °C Lisbon, PT
2019-02-20

A evolução do design de monitores: uma viagem na história

Quem se lembra ainda dos robustos monitores CRT (Cathode Ray Tube), com toda a sua glória bege? Com inovações apresentadas quase numa base mensal neste mercado, é relativamente simples esquecermos a viagem desde a criação dos primeiros monitores. O mercado apresenta constantes desenvolvimentos e inovações nos produtos, para que respondam da melhor forma às diferentes necessidades dos clientes e dos vários estilos de vida, sendo através da melhoria de designs ou do desenvolvimento de novas tecnologias, para permitir por exemplo resoluções cada vez maiores. Mas entre o 4K e os monitores curvos, ainda se lembra como chegámos a este ponto?

Revolucionários para a sua altura: os ecrãs CRT 4:3

Se alguém quisesse utilizar um setup de dois monitores nos anos 90, essa pessoa teria de ter uma secretária super robusta. Até ao início dos anos 2000, os monitores mais comuns eram os CRT, conhecidos pelo seu peso e pelo seu design muito pouco apelativo.

Uma nova era: os monitores LCD

Muito embora os monitores LCD só se tenham tornado amplamente populares no início do milénio, o primeiro ecrã LCD viu a luz do dia em 1972. Durante muito tempo, os modelos LCD tinham uma produção muito cara e um consequente preço elevado, pelo que os monitores CRT continuaram a dominar o mercado durante mais do que metade de um século. Ao longo dos anos, o mercado acabou por mudar. Não só os standards energéticos se tornaram mais rígidos, mas as exigências por designs mais apelativos e por novas tecnologias levaram à criação de modelos de maior dimensão, mais elegantes e com um design mais apelativo.

Pub

O presente: mais panorâmicos, mais finos, mais rápidos – ecrãs para todos os estilos de vida

De que forma mudaram os designs dos monitores? Tal como acontece com vários produtos, as necessidades e desejos dos clientes são hoje mais específicos que nunca. Falemos nós de um utilizador que privilegia o estilo, um gamer competitivo, um designer gráfico profissional ou um utilizador “casual”, a verdade é que se trata de nichos de mercado que surgiram com o tempo e que obrigam os fabricantes a desenvolverem monitores com designs e tecnologias personalizados para responderem a estas necessidades.

Estes são apenas alguns exemplos de como os monitores deixaram se ser hoje equipamentos básicos de escritório. Na verdade, eles tornaram-se em equipamentos personalizados que combinam estilo e funcionalidades convenientes para responderem às necessidades dos sempre mutáveis estilos de vida dos consumidores.

Recomendado para si

LG continua a desafiar os limites do som em smartphones No Mobile World Congress (MWC) 2019, a LG Electronics vai recordar ao público a sua reputação e história como líder em som no que toca a smartphones c...
Estarão os millennials a afastar-se do trabalho remoto? Muito já foi feito em relação aos hábitos de trabalho dos nativos digitais. A entrada no mundo de trabalho de jovens profissionais, que cresceram a ut...
Associação Mutualista Montepio lança campanha “Desconto sobre de... O Cartão Associação Mutualista Montepio Repsol apresenta-se a partir de hoje em campanha, até 11 de março, tendo por inspiração a mensagem Desconto so...
MINI celebra seis décadas de inspiração É a história excecional, o encanto intemporalmente fascinante e os produtos com características únicas e inovadoras, que caracterizam a marca Premium ...
Sabe como agir numa emergência num espaço público? Está na hora de apr... É possível, nos recintos em que estão concentradas várias pessoas, criarem-se momentos de pavor que rapidamente podem escalar e causar feridos e perda...
Samsung mostra gama TV QLED 2019 no European Forum em Portugal A Samsung Electronics Co. apresenta todo o seu line-up de televisões QLED para 2019 no Samsung European Forum, a decorrer no Centro de Congressos da A...