Home | Alimentação e bebidas | Peixe em destaque na carta de verão do Restaurante Infame

Peixe em destaque na carta de verão do Restaurante Infame

As opções de peixe, com cinco novas propostas, são o grande destaque na nova carta de verão do restaurante Infame, do 1908 Lisboa Hotel.

O restaurante, que abriu há cinco meses, optou por oferecer opções mais frescas, ideais para os dias de verão, mas conservar os chamados pratos ‘vencedores’ ou mais solicitados pelos visitantes do espaço, para garantir que quem os queira provar ainda os encontra.

O conceito multicultural e os temperos orientais da zona envolvente continuam a ser a base das criações do chef Nuno Bandeira de Lima, que procurou uma ainda maior originalidade nas escolhas dos novos ingredientes. Desde o início que a carta do Infame tem como base a gastronomia nacional, mas sempre com temperos únicos comprados pelo chef a fornecedores locais, da zona do Intendente e Martim Moniz.

Nas entradas, o chef manteve as Veggie Pakoras e introduziu cinco novas opções: o Gaspacho Verde, com sorbet de coentros, malagueta e gengibre (7€); a Salada Infame com base de rúcula guarnecida com nectarinas assadas com mel e tomilho, pickles, lascas de queijo parmesão, paia e amendoins (7€); o Trio Ademira, composto por um pica-pau especial, tártaro de salmão e um queijo amanteigado com broa, tudo isto num só pedido (12€); o Sê Fixe, ceviche de peixe com leite de tigre, chips de mandioca, cebola roxa, gengibre e malagueta; e ainda um Bife Tártaro com ovas tobiko, saladinha de rabanete e maionese de wasabi (9€).

O maior destaque da nova carta de verão são as opções de peixe, sempre mais leves e apelativas na época quente. Nesta categoria o chef apresenta 5 novidades: o Sol Nascente (15€) – bacalhau com xerém de camarão, algas wakame, ovas tobiko e mini camarões fritos –; o Flash Tuna (17€) – atum com crosta de sésamo, citrinos e salada coleslaw asiática, beterrabas e abacate; uma evolução do antigo Polvo Paul para o novo Paul 2.0, confecionado ao vapor com azeite de alecrim, couve bok choy grelhada, acompanhado por batata-doce assada (16€); a sugestão No Isco, peixe ‘apanhado’ no mercado num caldo oriental com bivalves, algas, filamentos de tongarashi, cogumelos shimeji e arroz de limão e coentros (15€); e ainda o grande Go Tiger’, um camarão tigre grelhado com manteiga de tongarashi e lima.

A opção vegetariana continua a ser a Pasta Valmor, um dos pedidos da casa mais consensuais desde início e nos pratos de carne as novidades são o Yo’go Lamb, borrego em crosta de amendoins wasabi e lima com bulgur de açafrão (16€), e ainda o Duck Pond (17€), magret de pato em caldo japonês com folhas de Bruxelas, cogumelos shimeji, noodles de arroz e kumquat.

A carta de sobremesas não sofreu nenhuma perda e inclusive apresenta uma inovação, de sabor frutado e fresco: um bolo de maracujá com chiboust caramelizado e gel de maracujá. Este é o paladar indicado para quem quer terminar uma refeição com uma sensação refrescante.

Check Also

A nova geração de skyr Siggi’s chega a Portugal em Maio

A Siggi’s marca de iogurte tipo skyr que tem feito sucesso nos Estados Unidos, chega …