Downunder by Justin Jennings, sabores australianos a descobrir

Fomos conhecer os sabores australianos do Downunder by Justin Jennings, localizado em São Bento, Lisboa, e sentimo-nos rendidos pela simbiose que o Chef Justin fez de produtos como o crocodilo e o canguru, com os produtos locais mais frescos.

A ideia foi descobrir novos sabores exóticos, aventurarmo-nos pela gastronomia de uma terra longínqua, que fica nos nossos antípodas, conhecida pelas suas condições extremas e pelos animais mais letais.

Aberto desde fevereiro, o restaurante localizado em São Bento, Lisboa, tem capacidade para 60 comensais e oferece um ambiente intimista e acolhedor, dividido em duas salas, uma no rés-do-chão e outra, maior, abaixo do nível do solo. A cozinha, ao fundo, fica à vista dos que se sentam no piso térreo e ali percebe-se como a organização e a coordenação são peças-chave no serviço de um restaurante. Apesar de ter aberto há menos de um ano, a experiência do Chef é bastante mais longa, tendo começado há cerca de 20 anos na Austrália. O casamento com Sofia, também ligada à restauração, trouxe-lhe a ligação a Portugal ainda na Austrália, mas foram as saudades da família de Sofia que levaram à mudança do casal e dos filhos para Portugal e iniciarem a nova aventura, desta vez com um negócio próprio, na restauração.

Conteúdo patrocinado

A ementa muda de vez em quando, e a estratégia passa pelos menus do dia ou da semana com pratos que vão rodando.

Os portugueses, com o seu ADN aventureiro, reagem bem às carnes mais exóticas como o crocodilo ou o canguru, tendo em conta principalmente o facto de serem novos produtos confecionados com a maestria de um verdadeiro “aussie”.

Para sermos coerentes, a verdadeira experiência australiana tem de ser multicultural porque o país é multicultural, pulverizado de influências que lhe chegam de todos os povos que escolheram aquela região para viver e os que já lá estavam e que aproveitaram o que ali existia. E foi isso que sentimos. Durante o jantar onde provámos três entradas, dois pratos principais e uma sobremesa, fizemos uma viagem pela austrália onde sentimos a influência asiática dos agridoces e picantes, com a frescura típica do mediterrâneo. Cada garfada era uma explosão de sabor que enchia a boca de forma equilibrada.

Nada se sobrepunha a nada. Tudo se completava e complementava.

O desfile começou com uma entrada de crocodilo. Com uma textura crocante e tenra, a carne branca de crocodilo tem um sabor suave. A carne era panada e ligeiramente frita. Com um sabor ligeiramente picante, apresenta-se com um pouco de maionese, gengibre, rúcula e cebola.

A segunda entrada foi fria e constituída por uma panacota de ervilhas com carne de sapateira e sorbet de manga picante. Fresca, saborosa e equilibrada em que o sorbet de manga picante foi uma bela surpresa.

O “best seller” Pork Belly foi a terceira entrada que provámos e ao contrário das anteriores, que primavam pela leveza, esta entrada, sem ser pesada era bastante “rica” sem, no entanto, ser desequilibrada. Barriga de porco caramelizado com molho de lima e malagueta onde não faltavam umas pedras de sal que faziam toda a diferença. Uma delícia que é um sucesso pela arte da confeção e pelos ingredientes que leva.

Depois seguiu-se o primeiro prato principal: peito de pato fatiado, com puré de batata-doce, couve bok choi, compota de figo e chips de batata-doce. Outro exemplo de harmonia de sabores, desta vez um pouco mais adocicados, mas sem serem predominantes. A textura da carne estava muito tenra e suculenta, cozinhada no ponto, um equilíbrio difícil no pato.

Quase no final chegou outra das proteínas mais esperadas. O canguru. Ao contrário do que esperava: uma carne com um sabor muito acentuado, típico das carnes de caça. Não aconteceu. O sabor não era tão forte como esperava. Era diferente, tenra e muito agradável. Talvez a combinação dos temperos tenha contribuído para isso, pois foi servida com puré e compota de beterraba onde se notavam notas de canela e anis-estrelado.

A sobremesa escolhida foi a tarte merengada de citrinos com crumble de pistachios e mirtilos. Toda a refeição foi acompanhada por um tinto australiano Longview Adelaide Hills. Um Shiraz Cabernet Sauvignon de 2014 com 14,5º, aromático, complexo e rico.

Reservas: (351) 214 012 967
 Morada
Rua dos Industriais 21,
São Bento, Lisboa, Portugal

 Horário de abertura
Seg-Sab 12:00-23:00
Fechado aos Domingos

Recomendado para si

Novos Sabores no “Downunder” A chegada do primeiro restaurante australiano a Lisboa, na Rua dos Industriais, 21, São Bento, foi uma das novidades gastronómicas mais marcantes des...