8 °C Lisbon, PT
2018-12-17

Portugueses apresentam produto inovador na Coreia do Sul

A CoolFarm, empresa portuguesa que vende soluções tecnológicas para a agricultura, foi convidada pela República da Coreia do Sul e com o apoio da aceleradora CNT Tech a estar presente em Seoul durante os próximos 5 meses, para testar a implementação de uma nova inovação portuguesa – o CoolFarm in/store – uma tecnologia chave na mão e inteligente para a produção de vegetais frescos, nutritivos e deliciosos, durante todo o ano, em ambiente limpo e interior, sem desperdícios e com máxima segurança.

De acordo com João Igor, Co-Fundador da CoolFarm, “Estamos entre Seoul, Tokyo e Hong Kong para reuniões com empresas de prestígio internacional, como são exemplos a Samsung, o grupo Jardines e a LG. Para além das negociações de venda e distribuições do CoolFarm in/store, para o retalho e hotelaria através dessas gigantes corporações, a CoolFarm está ainda em conversações com o governo Coreano para a introdução do CoolFarm in/store nas cantinas de escolas e universidades”.

E sublinha: “Na Coreia do Sul têm surgido graves problemas no setor alimentar, como, por exemplo, a recente contaminação dos ovos com o pesticida ‘fipronil’. Hoje, mais do que nunca os coreanos exigem transparência sobre a produção dos alimentos que consomem. A má qualidade dos legumes produzidos é um facto constante e uma consequência da forte poluição do ar, dos solos, da água, e do uso abundante de pesticidas e herbicidas. Desta forma, é prioridade para o governo Coreano combater o desgaste dos recursos naturais e produzir mais e melhor comida para os seus habitantes, tendo sempre em consideração a sustentabilidade”.

“A adoção da tecnologia portuguesa CoolFarm é assim uma grande oportunidade para a nossa empresa e para a Ásia, pois vem proporcionar aos consumidores o fácil acesso aos vegetais frescos de qualidade superior, produzidos localmente e em ambiente limpo, sem o uso de pesticidas e herbicidas, e poupando o máximo de recursos. Por sua vez, o CoolFarm in/store permite aos locais de consumo menos desperdício de comida e mais rentabilidade”, conclui João Igor, que irá permanecer na Coreia do Sul nos próximos 6 meses.

A CoolFarm tem como objetivo permanecer na Coreia do Sul e expandir o seu negócio por toda a Ásia. A Ásia consome 73% dos legumes a nível global.

Recomendado para si

Livro “Mamã, tenho Medo do Fogo!” da Chiado Kids chega às ... "Mamã, tenho Medo do Fogo!", com a chancela da Chiado Kids que vai ser apresentado este sábado, 15 de dezembro, às 14h45, no Auditório Municipal da Pa...
Cesta Doudou Passo a Passo dos Laboratórios LETI, para cuidar do bebé... Os Laboratórios LETI, especializados no cuidado da pele de toda a família, apresentam um novo produto da gama Baby Semabed, a ‘Cesta Doudou Passo a Pa...
Camaleon Cosmetics apresenta batons coloridos para inverno Após um verão cheio de cor, a marca espanhola de cosmética de cor, Camaleon Cosmetics, lança em Portugal uma nova gama de batons de inverno, os Basic ...
Passagem de Ano na Toca da Raposa Entre na toca e, ao som dos anos 70, com menu do chef Manuel Libeaut e cocktails da Raposa Silvestre, entre em 2019 a não querer sair da Toca…da Rapos...
Miradouro Amoreiras 360º Panoramic View ultrapassa os 100 mil visitant... Um miradouro é sempre um dos melhores espaços para observar as dinâmicas e paisagens de uma cidade. Há mais de dois anos, o Amoreiras Shopping Center ...
“Hora do Natal” Limiano ajuda este ano mais de 2900 famíli... Inspirada no conceito "Podemos sempre fazer mais", marca Limiano dedica uma hora da produção da sua fábrica a esta iniciativa, alcançando 3.500 Kg de ...