Irá a inteligência artificial prevalecer sobre a humana?

O Mito da Singularidade, de Jean-Gabriel Ganascia, chegará às livrarias na sexta-feira, dia 12 de janeiro. “Singularidade tecnológica” é a designação que se dá ao momento crítico em que a inteligência artificial prevalecerá sobre a humana. Como o próprio nome do livro indica, o autor desconstrói esta ideia, que considera ser um mito crescente. O grande especialista mundial em inteligência artificial responde, neste livro, às nossas inquietações sobre a temática como: “devemos temer a inteligência artificial?”, “irá a inteligência artificial prevalecer sobre a humana?” ou “conquistaremos uma forma de imortalidade transferindo as nossas mentes para supercomputadores?”.

«Mesmo que as consequências anunciadas da grande viragem tecnológica da humanidade pareçam, em simultâneo, surpreendentes e desagradáveis, e até chocantes para alguns, porque recusam a ideia de homem que gostaríamos de ter conservado acima de tudo, e ainda mais a liberdade humana a que muitos continuam ligados, não podemos, tendo em vista a legitimidade intelectual e social dos seus autores, repudiá-las a priori, sem um exame aprofundado. É a razão pela qual nos propomos, aqui, explicar os fundamentos sobre os quais afirmam repousar, antes de discutirmos os seus significados, a sua verosimilhança e as suas implicações éticas e políticas. Interessam-nos em especial o horizonte temporal que se adivinha por trás dessas promessas, os seus paradoxos e as estranhas perspetivas que abre».

Sinopse:
O momento crítico em que a inteligência artificial prevalecerá sobre a humana designa-se por «Singularidade tecnológica». Faz parte das novas buzzwords da futurologia contemporânea e a sua importância é sublinhada em numerosas previsões de gurus da tecnologia como Ray Kurzweil (chefe de projetos da Google) ou Nick Bostrom (da respeitável Universidade de Oxford). Alguns cientistas e investidores, como Stephen Hawking e Bill Gates, partilham estas perspetivas e manifestam a sua preocupação.
Ameaça à humanidade e/ou promessa de uma «trans-humanidade», este novo milenarismo não para de se expandir. As máquinas irão tornar-se mais inteligentes e mais poderosas do que nós? Estará no nosso futuro uma cibersociedade em que a humanidade será marginalizada? Ou conquistaremos uma forma de imortalidade transferindo o nosso espírito para supercomputadores? Um livro importante e conciso sobre um tema de grande atualidade por um dos maiores especialistas mundiais em inteligência artificial.

Sobre o autor:
Jean-Gabriel Ganascia é professor na Universidade Pierre-et-Marie-Curie, onde desenvolve investigação sobre inteligência artificial no Laboratório Informático de Paris 6 (LIP6). Preside à Comissão de Ética do Centre national de la recherche scientifique e publicou diversas obras, entre as quais, o precursor L’Âme machine (1990).

Recomendado para si

Jardim Zoológico comemora o Dia Mundial do Animal com uma se... Jardim Zoológico comemora o Dia Mundial do Animal com uma sessão de cinema ao ar livreO Jardim Zoológico, em parceria com o IndieJúnior, a secção para...
Freeport Lisboa Fashion Outlet inaugura maior escultura ciné... Patrick Shearn inaugura em Portugal a obra ‘School of Breeze’, primeira instalação artística que estreia na Península Ibérica, sendo esta também a mai...
ViaCatarina Shopping lança 5ª edição de VIArtes Arranca hoje a 5ª edição do projeto VIArtes, o concurso do ViaCatarina Shopping que desafia artistas a criarem uma obra de Arte Pública na emblemática...
“Arraial” é o mais recente jogo de tabuleiro da ... "Arraial", o mais recente jogo da MEBO Games, foi lançado ontem no Hotel do Chiado, em Lisboa, num evento que contou com a presença de 80 jogadores de...
David Bowie no ArrábidaShopping até 4 de Novembro "Let's dance"! Até dia 4 de Novembro a Praça Central (Piso 0) do ArrábidaShopping, em Vila Nova de Gaia, é o palco principal para ver, ouvir e "sentir...
«Não Me Olhes Com Esse Tom de Voz» de Judite Sousa na sua se... «Não Me Olhes Com Esse Tom de Voz», o mais recente livro da jornalista Judite Sousa com a médica ginecologista e obstetra Maria do Céu Santo, chegou h...