44% dos portugueses quer mais equilíbrio pessoal e profissional

A confiança dos portugueses no mercado laboral tem vindo a aumentar nos últimos seis meses e subiu de 46% no penúltimo trimestre de 2017 para 54% nos últimos meses do ano. Esta confiança aumentou também no país vizinho, sendo que em Espanha 51% dos inquiridos acredita na melhoria do mercado de trabalho. Estes dados refletem igualmente a opinião de 52,3% dos profissionais que considera a atual situação económica de Portugal positiva.

Maior equilíbrio entre a vida profissional e a pessoal é um dos principais desejos dos portugueses, que no final de 2016 foi manifestado por 40% das pessoas e no final de 2017 aumentou para 44% dos inquiridos.

“Voltámos a auscultar as pessoas no último trimestre de 2017 e concluímos que há um voto de confiança em relação ao mercado de trabalho.


Pub

É um sinal extremamente positivo para a confiança dos candidatos e dos profissionais, bem como para a economia do País e para as empresas que pretendem recrutar nos próximos meses. Por outro lado, este contexto também proporciona uma atitude mais positiva dos candidatos e possivelmente influencia a produtividade das pessoas, pelo que acreditamos que temos boas razões para continuar a apostar no trabalho e na melhoria das respetivas condições”, afirma Álvaro Fernández, Diretor Geral da Michael Page Portugal.

Números a destacar

  • Em relação às condições do mercado profissional, 48,6% dos candidatos ao mercado de trabalho mostra-se positivo;
  • 53% dos candidatos acredita que encontrará um emprego em menos de três meses;
  • Relativamente a uma eventual promoção na carreira, 52% dos inquiridos sente-se otimista;
  • 70% acredita que nos próximos tempos terá algum tipo de desenvolvimento de competências;
  • 56,4% pensa que poderá vir a executar novas funções.

Artigos relacionados