Vodafone vai formar mil adolescentes de 26 países em programação

Para assinalar o Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência, a ser celebrado no domingo, dia 11, o Grupo Vodafone anuncia que vai formar 1000 adolescentes de 26 países no âmbito do programa Girls in STEM, o maior projeto global de programação presencial para raparigas. Em Portugal, após ter realizado um projeto piloto, que terminou em dezembro, a Vodafone lança uma nova edição do programa, promovendo a concretização de 40 cursos durante o ano.

Em 2017, cerca de 500 raparigas de todos os países onde a Vodafone opera aprenderam a programar. Em Portugal, no final de 2017 a Vodafone levou a cabo um piloto, realizado em colaboração com a Happy Code, dando formação em programação a 23 alunas da Escola Secundária D. Filipa de Lencastre, em Lisboa. Durante as 12 horas de duração deste curso piloto, as participantes aprenderam os primeiros conceitos de programação e de base de dados. A experiência proporcionou, ainda, o desenvolvimento de várias aplicações e jogos para telemóvel, utilizando, por exemplo, sensores de proximidade, movimento, tempo e localização, disponíveis em qualquer dispositivo móvel.

“Nos últimos anos, temos assistido a avanços significativos na luta contra a disparidade de género global em vários aspetos da sociedade. No entanto, em muitos países, essa disparidade está a agravar-se nas carreiras STEM. O #codelikeagirl da Vodafone quer despertar o interesse das raparigas para um setor atualmente mais popular entre rapazes, ajudando-as a expandir as suas oportunidades e aumentar as suas opções de carreira no futuro”, frisa Luísa Pestana, Diretora de Recursos Humanos da Vodafone Portugal.