Utilizadores das redes sociais admitem espiar os seus parceiros online

  • 33% dos utilizadores admite espiar os seus parceiros online, chegando aos 50% no caso de relações instáveis
  • 80% dos utilizadores acredita que é necessário ter privacidade, tanto online como offline, de acordo com um relatório da Kaspersky lab
  • Metade dos casais partilha as palavras-passe dos seus dispositivos, e uma em cada quatro das pessoas tem as suas contas guardadas nos dispositivos dos seus parceiros

O São Valentim aproxima-se e, tendo em conta que o amor é cada vez mais digital, deve ter-se em conta que uma relação pode ser afetada pela vida online. De acordo com um relatório da Kaspersky Lab e da Toluna, a privacidade e a transparência nas relações está a mudar devido à presença de dispositivos digitais e da atividade online.

80% dos utilizadores acredita que os casais devem ter privacidade, tanto na sua vida online como offline, e 70% valoriza mais as suas relações que a sua privacidade. De facto, metade dos casais partilha abertamente os pins e palavras-passe dos seus dispositivos, e um quarto tem as suas contas reconhecidas nos dispositivos dos seus parceiros.

Deve ter-se consciência de que, ao permitir o acesso à vida digital privada, o utilizador deixa a descoberto várias coisas. Um em cada três utilizadores de internet entrevistados admite espiar o seu parceiro online e este número aumenta para quase metade nas relações instáveis. Os casais infelizes são também os mais propensos a pensar que a sua privacidade se encontra em risco (31%) em comparação com aqueles em relações mais felizes (15%).

São precisamente os casais menos felizes que pretendem manter privadas algumas das suas atividades (76% em oposição a 54% dos entrevistados em relações satisfatórias). Entre os principais temas ocultados estão as mensagens enviadas a outras pessoas, os gastos pessoais, alguns arquivos pessoais e os sites visitados. A privacidade e as atividades online são também motivo de discussão nos casais: um terço (33%) já discutiu após um dos parceiros ter visto algo que o outro não queria partilhar.

A privacidade e o amor podem ir de mãos dadas, apenas é necessário tomar alguns passos simples para proteger a vida privada:

  • Para manter os segredos seguros, o Kaspersky Total Security tem uma funcionalidade que apaga permanentemente os arquivos, impedindo a sua recuperação.
  • A funcionalidade de proteção de privacidade pode ocultar mensagens e chamadas nos dispositivos Android, além de manter os acessos a websites longe de olhares indiscretos.
  • A ferramenta que apaga o histórico de navegação e elimina qualquer rasto de atividade no sistema Windows.
  • A função de navegação privada bloqueia o registo dos sites visitados e qualquer tentativa de compilação de dados, detendo os anúncios pop-up de produtos relacionados, ajudando a manter em segredo os presentes e planos para o São Valentim.
  • Não há substituto para as palavras-passe seguras, especialmente quando partilhadas entre casais, o que aumenta os riscos de caírem em mãos erradas. O Kaspersky Password Manager ajuda não só a gerar palavras-passe seguras, mas também a protegê-las.

Recomendado para si

Kaspersky Lab deteta vulnerabilidades nos chips de localizaç... Investigadores da Kaspersky Lab detetaram vulnerabilidades na segurança de várias marcas de localização de animais, entre elas a Kippy Vita, Nuzz...
Kaspersky Lab e cerveja Pilsner Urquell juntas para proteger... Os ciberataques contra redes industriais tornaram-se prevalentes nos últimos anos. De acordo com a equipa ICS CERT (Industrial Control Systems Cyber E...
A Kaspersky Lab revela-lhe o quanto o seu smartwatch sabe so... Nova investigação revela que os smartwatches podem tornar-se em ferramentas para espiar os seus utilizadores. Os investigadores recolheram si...
O regresso do Olympic Destroyer Os investigadores da Kaspersky Lab que acompanham a ameaça Olympic Destroyer descobriram que o grupo de hackers que a desenvolveu ainda está ativo Os...
Páginas de Facebook falsas responsáveis por 60% do phishing ... No primeiro trimestre de 2018, as tecnologias anti phishing da Kaspersky Lab evitaram mais de 3.7 milhões de tentativas de visitas a páginas de redes ...
Record histórico: mais de 50% do phishing em 2017 foi financ... · Em 2017, as tecnologias anti-phishing da Kaspersky Lab detetaram mais de 246 milhões de tentativas de levar os utilizadores a visitar diferentes tip...