Adoção de estilo de vida saudável pode reduzir risco de doença de Alzheimer

Artigo de Opinião de Ana Margarida Cavaleiro
Diretora do Departamento de Formação e Projetos da Associação Alzheimer Portugal

Os hábitos que adotamos na vida podem fazer uma grande diferença na nossa saúde, assim como podem vir a reduzir os riscos de desenvolver a doença de Alzheimer, ou outras formas de demência. Apesar de não podermos garantir que ao melhorar esses hábitos, não desenvolva esta doença, alguns estudos recentes têm vindo a evidenciar que as pessoas que adotam estilos de vida saudáveis têm um risco reduzido de vir a desenvolver demência.

Um cérebro saudável é importante em muitos aspetos da nossa vida para que os nossos pensamentos, sentimentos e lembranças se mantenham. Não se sabe ainda como se pode prevenir, ou curar a demência, mas existem muitas coisas que se pode fazer para manter o cérebro saudável com o avançar da idade, tais como manter o cérebro ativo, adquirir uma alimentação equilibrada e saudável, optar pela prática de exercício físico, por uma vida social mais ativa e pela realização de checks-ups regulares.

Ao manter o cérebro ativo está a fortalecer as ligações entre as células cerebrais, contribuindo para uma mente saudável. É de grande prioridade a realização de atividades que envolvam novas aprendizagens, como jogos de raciocínio (palavras cruzadas, puzzles de letras e números, xadrez, damas ou cartas), leitura, escrita, diálogo, uso do computador, ou a aprendizagem de uma nova língua.

Quando se fala na aquisição de uma alimentação equilibrada, o facto de reduzir as gorduras saturadas, escolher carnes magras e produtos lácteos com pouca gordura, evitar a manteiga, os alimentos fritos, doces, bolos e bolachas, contribui para o zelo da sua saúde e, ao mesmo tempo, do seu cérebro.

No que diz respeito à prática de exercício físico, ao realizar determinados exercícios está a estimular o fluxo sanguíneo para o cérebro. Se atividades como andar, dançar, correr, andar de bicicleta, nadar, ou praticar yoga, forem realizadas pelo menos 30 minutos por dia, pode ser suficiente para reduzir o risco de desenvolver demência e a probabilidade de desenvolver doenças cardíacas, derrames e diabetes.

Também a realização de check-ups regulares tem a sua importância e não deve ser descurada, pois aumenta a possibilidade de serem detetados eventuais problemas assim que eles surjam, o que torna o seu tratamento mais fácil.

O importante é que se lembre da sua memória em todas as idades, ao apostar nestas pequenas atividades realizadas em conjunto no dia-a-dia, de forma a maximizar os seus benefícios, garante assim resultados bastante mais favoráveis.

Recomendado para si

Apenas 4 por cento dos fumadores consegue deixar de fumar se... No âmbito do Dia Nacional do Não Fumador, que se assinala a 17 de novembro, a Pfizer lança a plataforma online “Deixar de Fumar com Ajuda”, que preten...
Philips apresenta a nova máquina de barbear elétrica –... A Philips apresenta a nova máquina de barbear elétrica - Philishave Heritage - para celebrar os 80 anos de inovação em higiene masculina. Uma edição e...
Mary Kay abre portas ao Novo Centro de Investigação e Desenv... Para apoiar o futuro crescimento dos produtos made-in-América, a Mary Kay Inc. anuncia a abertura da sua nova instalação global de Investigação e Dese...
A vitória contra a doença renal começa na prevenção A Associação Nacional de Centros de Diálise (ANADIAL), com o apoio das Sociedades científicas e Associações de Doentes da área da nefrologia, vai prom...
Novo bálsamo reparador acaba com o nariz e os lábios secos e... Com o Inverno a chegar, os lábios ficam mais secos e gretados e o nariz também sofre com as agressões típicas desta época. O novo Barral DermaProtect ...
Groupe GM lança nova linha de produtos de acolhimento da Cou... Em colaboração com o Group GM, foi lançada uma nova e exclusiva linha de produtos da Courreèges, enriquecendo assim as abundantes gamas de produtos de...