“Bragança Perto” destaca mais um produto de sabor e aroma do nordeste transmontano

O Município de Bragança tem vindo a destacar, através da campanha «Bragança Perto», alguns dos produtos mais característicos da região, como a Castanha ou o Azeite. Desta vez, convida a conhecer o Mel, com origem no Parque Nacional de Montesinho.

O Mel do Parque de Montesinho, com Denominação de Origem Protegida (DOP), é elaborado a partir do néctar das flores que fazem parte da flora característica da região, em que predomina a urze e o alecrim. Por se tratar de um mel de zona de montanha, onde não é permitida qualquer agricultura artificial, a movimentação de colmeias, o uso de produtos químicos ou a introdução de espécies de abelhas oriundas de outras regiões, este produto preserva uma longa tradição e mantém o seu sabor e aroma únicos.

Sendo um produto de qualidade reconhecida, o Mel do Parque de Montesinho é um excelente embaixador da região e um símbolo da gastronomia de Bragança. Hernâni Dias, Presidente da Câmara Municipal de Bragança, refere: «o Mel do Parque de Montesinho é um excelente cartão-de-visita de Bragança, um produto que pode ser apreciado e degustado em todas as estações do ano. Símbolo de qualidade da nossa região, o mel é um alimento muito saudável, cheio de benefícios para a nossa saúde e com diferentes usos na cozinha transmontana».

Bragança é sinónimo de um autêntico universo de sabores. «Ao dar a conhecer os nossos melhores produtos, fazemos, também, um claro convite à descoberta de Bragança, da sua história, da sua gente e dos seus saberes. Há muito para descobrir e para explorar em Bragança!», acrescenta Hernâni Dias.

Algumas curiosidades sobre o Mel do Parque de Montesinho

O Mel do Parque de Montesinho é produzido a uma altitude máxima de 1475 metros, na Serra de Montesinho. Caracteriza-se por um sabor forte, persistente e harmonioso, no equilíbrio entre o doce, o amargo e o salgado. Distingue-se por apresentar um perfil de aromas complexo com expressões florais e frutadas, acompanhadas de madeiras secas e um caramelo suave, que prende os aromas e permite que estes persistam após a degustação. É macio e pode provocar uma leve sensação de adstringência na boca, explicada pela predominância da Urze.

A história do Mel do Parque de Montesinho DOP tem uma longa tradição que se encontra documentada e que recorda que, no passado, os apicultores da região nunca vendiam os seus enxames e, quando necessário, os trocavam entre si. O testemunho dessa tradição está explicita neste provérbio: «Colmeias e ovelhas: nem comprá-las nem vendê-las».

Recomendado para si

Campanha “Bragança Perto” convida a conhecer região através ... O azeite transmontano é o produto de excelência escolhido pelo município de Bragança para dar continuidade à promoção do destino. Reconhecido pela sua...
“Bragança Perto” – Município de Bragança aposta na pro... Empenhado em promover o território e o que de melhor há na região, o Município Bragança aposta na promoção nacional do destino dando a conhecer as tra...