AC MILAN e NUTRILITE renovam parceria de 10 anos

O AC Milan e a NUTRILITE, marca nº1 no mundo em vitaminas e suplementos alimentares distribuída exclusivamente pela Amway, acabam de renovar uma parceria que conta já com 10 anos: a NUTRILITE continuará a ser a marca oficial de suplementos de nutrição do AC Milan.

Desde 2008 que especialistas NUTRILITE e o MilanLab têm vindo a trabalhar juntos para criar um plano de suplementos alimentares e nutricionais altamente adaptado e personalizado, com base em testes rigorosos, sanguíneos e genéticos, e em pesquisas alimentares detalhadas.

Esta monitorização permite compreender os hábitos e gostos alimentares dos atletas, bem como detetar possíveis falhas na absorção de nutrientes – que são fundamentais para a saúde do corpo e para a performance de alto rendimento – para as colmatar com um programa específico de suplementação alimentar.


Pub

«É uma honra enorme renovarmos esta colaboração. É algo inédito no desporto, seja pela duração, continuidade ou importância dos envolvidos. É um projeto chave com dois líderes globais – a NUTRILITE e o AC Milan – que trabalham lado a lado para evidenciar a importância da nutrição no apoio à performance desportiva e, de uma forma mais genérica, no bem-estar das pessoas”, afirma Unai Basabe, Sales Manager da Amwa Iberia.

A parceria entre a NUTRILITE e o AC Milan não se destina apenas a investigação científica: há vários anos que a marca NUTRILITE é envolvida em diversas atividades de responsabilidade social com a Fondazione Milan, a organização não lucrativa do clube AC Milan.

Em conjunto com a Fondazione Milan, a Amway tem apoiado projetos importantes de responsabilidade social e corporativa. A título de exemplo, nos últimos 2 anos a empresa prestou apoio a pessoas afetadas pelo terramoto que atingiu o centro de Itália em 2016.

Outro projeto interessante de destacar é a campanha “Goal by Goal”, em que a Amway e a Fondazione Milan concretizaram a construção de duas instalações desportivas, uma na região de Abruzzo – na área afetada pelo terramoto de 2009 – e outra em Nápoles, numa zona de alto risco social sem centros recreativos para os jovens.