13 °C Lisbon, PT
2019-03-23

Açúcar: O Inimigo Invisível, de Miguel Ángel Almodóvar

Os bolos e os doces são a face visível do açúcar. Mas o verdadeiro perigo esconde-se na grande quantidade de produtos à venda com designações enganosas que nos levam a pensar que estamos na presença de alimentos e bebidas saudáveis. Esta premissa levou o Ministério da Saúde a lançar recentemente uma campanha publicitária com o objetivo combater o consumo de açúcar em excesso e alertar para os alimentos onde este ingrediente está “escondido”. Afinal, um terço das crianças portuguesas tem excesso de peso e sofre, ou já sofreu, de obesidade. Na população adulta essa percentagem sobe para mais de 50%.

A presença do açúcar em alimentos processados e bebidas industriais veio aumentar em grande escala o consumo desta substância, que em poucos anos deixou de ser considerada um luxo alimentar gerador de prazer para se revelar um verdadeiro inimigo da saúde. Mas como aconteceu essa mudança? Que perigos oferece, de facto, o açúcar para a nossa saúde? Que doenças se desenvolvem especificamente a partir do seu consumo exagerado? E, acima de tudo, o que podemos fazer para reduzir este consumo e regressar a hábitos alimentares mais saudáveis?

Em Açúcar: O Inimigo Invisível, Miguel Ángel Almodóvar, investigador na área da saúde e alimentação, analisa de forma séria e imparcial os riscos que o consumo desenfreado de açúcar comportam para a saúde, contribuindo para o aumento da taxa de obesidade e, consequentemente, da proliferação de doenças como a diabetes tipo 2, a síndrome metabólica, os problemas cardiovasculares e até o cancro.​

Há mais de 26 séculos, Hipócrates, médico da Grécia Antiga, sentenciou que somos o que comemos e que o alimento deve ser o principal medicamento e o fundamento, estando presente, ou não, para a saúde humana. Desde então, a ideia foi-se aperfeiçoando e desenvolvendo. Com o tempo, fomos descobrindo que não somos o que comemos, mas sim o que assimilamos do alimento. Recentemente, descobrimos que somos a soma do que comemos e do que o nosso microbioma, um ecossistema formado por 100 biliões ou 100 milhões de milhões de microrganismos alojados no nosso sistema gastrointestinal, come. Poderia parecer que estas descobertas foram gerando complexidade e promovendo a confusão, mas, pelo contrário, estas revelações e o conhecimento acumulativo vieram explicar-nos que a nossa saúde e qualidade de vida, bem como o nosso desconforto, mal-estar ou doenças mais ou menos cronificadas, dependem de determinados alimentos e das combinações entre eles.

Pub

Recomendado para si

Coleção “Absolus d’Orient” da Guerlain apresenta o Cuir Intense... A coleção “Absolus d'Orient” da Guerlain, que representa um novo sonho oriental moldado pelos aromas de bálsamos preciosos, madeiras raras, especiari...
Tendência Athleisure continua a marcar o posicionamento da Sportzone A Sport Zone apresenta a coleção Primavera/Verão, a temporada mais cobiçada da moda desportiva. Uma marca antes assente no mundo do desporto, hoje te...
Portuguesa Pagaqui já carrega os novos passes Navegante A Pagaqui, empresa portuguesa que atua no setor de pagamentos, vai realizar carregamentos dos novos passes Navegante. A partir de hoje, é possível ca...
“Os novos perfis e tendências de recrutamento no setor de retalho.”... O retalho é, sem dúvida, uma área dinâmica onde a crescente evolução tecnológica traz consigo, não só um grande leque de oportunidades, mas também in...
Confraria celebra aniversário com fusão de sabores do Japão e Ocidente... A Confraria celebra 11 anos de existência e sucesso com uma nova carta e um rebranding. Utilizando ingredientes de elevada qualidade, inspirados ...
Persil lança versão Premium com tecnologia de suavização de vincos Persil Premium Limpo & Suave chega às lojas para facilitar o dia-a-dia dos portugueses. O novo detergente líquido contém uma fórmula superior que...