Home | Alimentação e bebidas | Élio Barreiros é novo enólogo das Quintas de Melgaço

Élio Barreiros é novo enólogo das Quintas de Melgaço

O bom filho à casa torna”, costuma dizer-se e é precisamente este o caso de Élio Barreiros. Enólogo da Quintas de Melgaço, é o responsável pelas mais recentes novidades do mercado de uma das mais premiadas casas de vinhos do país: o QM Rosé e o Alvarinho QM Vindima Tardia Superior.

Estes novos vinhos são os seus ‘primeiros filhos’, fruto de uma longa e duradoura paixão pela arte vinícola que começa desde logo pelas suas origens. Nascido na região de Monção e Melgaço, uma das regiões vinícolas mais antigas e mais nobres de Portugal, reconhecida pelos vinhos de excelência que produz, Élio Barreiros cresceu entre fragas e serranias, sempre profundamente ligado ao campo, às culturas agrícolas e à tradição. Foi esta vivência que lhe deu uma perspetiva privilegiada do que é a produção de vinhos, em particular dos Alvarinhos, naquela região.

Uma das suas apostas é a ingressão da Quintas de Melgaço no mercado dos vinhos rosé. O magnífico QM Rosé é o resultado: um vinho inesquecível, feito das castas Alvarinho e Sousão, leve mas muito aromático, com a frescura de infusões de menta e cascas de citrinos. Por sua vez, o Alvarinho QM Vindima Tardia Superior é uma aposta única e muito especial das Quintas de Melgaço: um vinho exclusivamente produzido com uvas de colheita tardia, com aroma denso e paladar inolvidável a fruta madura, mel e amêndoas, envolvente e ligeiramente adocicado. Estes dois vinhos são apenas os mais recentes frutos do trabalho de Élio Barreiros. A eles Juntam-se o Espumante QM Reserva, o Alvarinho QM 2017, o QM Vinhas Velhas 2017, o QM Homenagem 2015 e o QM Nature 2016: referências de excelência que caracterizam os vinhos das Quintas de Melgaço.

Élio Barreiros estudou na Escola Secundária de Monção e rumou à Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD) já com a ideia e o sonho de vir a ser enólogo de profissão, para poder estar envolvido em todo o processo de produção – da uva à garrafa.

Foi depois que cumpriu um objetivo antigo: fez vindimas na região dos Vinhos Verdes do Douro e logo percebeu que a produção vinícola havia de ser a sua vida. Eis que surge a oportunidade de voltar a casa. Regressa à região do seu coração e abraça o projeto na Quintas de Melgaço cheio de garra, inspiração e vontade de ver brilhar ainda mais aquela que é uma marca única e reconhecida em todo o mundo.

Check Also

Auchan combate desperdício alimentar com o reaproveitamento do pão

Com o objetivo de reduzir o desperdício alimentar, a Auchan vai começar a vender o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.