Grupo Amorim investe no Dão

Após vários anos a apostar no Douro, o Grupo Amorim investe numa região com grande história e futuro

Quase a completar 20 anos no sector dos vinhos, o Grupo Amorim estende agora o seu portfolio do Douro até ao Dão, com a aquisição da Taboadella, uma propriedade de 50 hectares, reconhecida como uma das mais importantes manchas de vinha da região a 520 metros de altitude.

“Este passo foi pensado há alguns anos, mas só agora tivemos a oportunidade de adquirir uma quinta, onde será possível desenvolver um projeto de enorme qualidade. Temos uma estratégica familiar bem definida e acreditamos muito no conceito de pequenos Châteaux de vinhos em Portugal. A par da Quinta Nova no Douro, esta quinta é uma das mais antigas do Dão e o passo certo para construirmos um projeto de referência nesta região clássica, berço da Touriga Nacional com uma adega e um conceito próprio”, refere Luísa Amorim, administradora da Quinta Nova N. S. Carmo.

Localizada em Silvã de Cima e geograficamente bem posicionada entre dois vales – Vale do Pereiro e Vale de Sequeiros, a Taboadella conta com uma das maiores vinhas de altitude da região – 40 ha no total -, fator primordial para produzir vinhos com elevada frescura. Esta mancha de vinha, localizada junto à Ribeira das Fontainhas, usufrui de uma magnífica exposição solar, de nascente a poente, em solos com micas de granito branco e preto, para além de calcário, quartzo e ortoclásio, características únicas que vão permitir uma grande elegância e longevidade dos vinhos aqui produzidos.

A Taboadella (nome antigo com dois LL) denuncia uma enraizada tradição agrícola e vitícola, que remontam ao período romano e época medieval. Com um casario envolto por um jardim secular, está prevista a abertura de um centro de enoturismo com visitas guiadas pela adega, provas e loja de vinho, de forma a articular uma dinâmica entre os dois terrroir- Dão e o Douro.

Para este ano arrancará a vindima em modo experimental, testando o potencial das uvas da propriedade e, em 2019, serão partilhados com o mercado alguns ensaios elaborados pela dupla de enologia e viticultura, Jorge Alves e Ana Mota. O lançamento do projeto com uma adega nova está previsto apenas para 2020.

Luísa Amorim destaca que “O Dão é para nós uma das regiões mais emblemáticas e promissoras do país, berço de grandes vinhos de perfil clássico e enorme longevidade, um terroir histórico e único que não só demonstra todo o potencial da Touriga Nacional e do Encruzado, mas também das castas tradicionais portuguesas. Viemos para investir numa região que tem uma grande história e que terá certamente um grande futuro”.

Recomendado para si

Adegga WineMarket muda-se para Marvila com seis Chefs, 500 v... O Adegga WineMarket Lisboa chega a Marvila no dia 1 de Dezembro com 70 produtores, 500 vinhos, 6 Chefs e muitas novidades para provar com o SmartWineG...
Chefe Luís Correia regressa ao Praia D’El Rey Golf �... Não é uma estreia, até porque em 2003 integrou a equipa inicial do Marriott Praia D'el Rey, mas é um regresso que revalida as ambições do chefe Luís C...
Veggie Fest celebra o Natal a 1 e 2 de dezembro no Porto Dos doces típicos aos pratos tradicionais de Natal, há alternativas vegetarianas fáceis e de comer e chorar por mais. Para combater todas as dúvidas, ...
Santos da Casa celebra o Natal com edição limitada A Santos & Seixo surpreende com uma prova vertical do Santos da Casa Reserva Douro Tinto 2013 e 2015 e Santos da Casa Reserva Douro Branco 2016 N...
CERELAC apresenta a nova gama de papas Seleção da Natureza Depois da alteração de imagem que decorreu ao longo deste ano, CERELAC apresenta uma nova gama CERELAC Seleção da Natureza, com duas variedades de pap...
Mesas Bohemia trazem as especialidades da Toca da Raposa até... Aproximando distâncias e longos quilómetros e dando a conhecer o que de melhor se faz na cozinha tradicional Portuguesa, Mesas Bohemia continua a perc...