Home | Moda | Joalharia portuguesa apresenta-se pela primeira vez em Macau com showcase de sete marcas nacionais

Joalharia portuguesa apresenta-se pela primeira vez em Macau com showcase de sete marcas nacionais

A joalharia portuguesa apresenta-se em Macau, nos dias 28 e 29 de junho, numa mostra inédita, promovida pela AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal, com o apoio institucional do Consulado Geral de Portugal em Macau e Hong Kong. A exposição estará patente na Residência Consular de Portugal – Antigo Hotel da Bela Vista. Com sete marcas em exposição, haverá ainda uma demonstração ao vivo de filigrana portuguesa, promovida pela Rota da Filigrana de Gondomar.

A iniciativa surge no âmbito da nova campanha de promoção internacional da joalharia portuguesa, “Portuguese Jewellery À La Carte”. Fátima Santos, Secretária-geral da AORP, explica que “o objetivo é criar um formato de promoção paralelo ao das feiras, em que conseguimos transmitir mais eficazmente a essência e o universo de valores que distinguem a joalharia portuguesa, como a manualidade, materializada na demonstração ao vivo de filigrana portuguesa”.

“Macau era já um desejo antigo. Não só pela ligação histórica e cultural que nos une, mas também na sequência de várias participações de sucesso numa das maiores feiras de joalharia do mundo, em Hong Kong, sendo a China um dos nossos mercados-alvo. Esta conjuntura aliada ao importante envolvimento do Consulado português, tornou Macau no ponto de partida perfeito para as ações de promoção que estamos a preparar no âmbito da nova campanha de internacionalização e que visam reforçar a nossa presença em mercados estratégicos”, acrescenta a responsável.

A iniciativa “Portuguese Jewellery Goes to Macau” consiste num showcase de sete marcas que representam a essência da joalharia portuguesa, numa fusão entre a tradição da arte e da técnica e a sofisticação do design contemporâneo. Em exposição estarão a Dos Santos, marca de joalharia de luxo da autoria dos irmãos Marco e Nuno Santos, Liliana Guerreiro, uma das mais proeminentes designers de joalharia contemporânea, Inês Barbosa, uma das mais antigas oficinas de filigrana, J. Soares, uma marca de joalharia full-service e ainda três marcas sob alçada da Rota de Filigrana de Gondomar: ARPA, J. Monteiro de Sousa e a centenária Topázio.

Um dos atrativos do evento será a demonstração ao vivo de filigrana portuguesa, em parceria com a Rota da Filigrana, iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Gondomar, cidade berço da ourivesaria portuguesa e onde se preservam grande parte das oficinas do país. Os visitantes terão oportunidade de acompanhar de perto o processo desta técnica milenar, que exige grande talento e perícia.

A exposição estará patente nos dias 28 e 29 de junho, com horário restrito para profissionais, das 10h00 às 15h00 e horário de visita para o público entre as 15h00 e as 19h00.

Check Also

Elisabetta Franchi apresenta a coleção Primavera Verão 2020

Numa perfeita fusão entre o mundo dos cruzeiros e a sua icónica feminilidade, Elisabetta Franchi …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.