10 °C Lisbon, PT
2019-01-19

Uber lança funcionalidade de segurança para horas de condução dos motoristas

A fadiga e a sonolência são problemas comuns a todos aqueles que passam grande parte do seu tempo na estrada. Segundo os resultados do mais recente inquérito ESRA – European Survey of Road Users’ Safety Attitudes, cujo membro português é a PRP – Prevenção Rodoviária Portuguesa, cerca de 60% dos portugueses inquiridos afirmaram ter conduzido apesar de estarem demasiado cansados para o fazer nos 12 meses anteriores ao estudo.

Em Portugal, a Uber quer contribuir para ajudar a evitar a condução sonolenta e para a prevenção rodoviária. A partir de hoje a empresa dá um passo importante nesse sentido com o lançamento de uma nova funcionalidade na aplicação da Uber que obriga os motoristas a permanecerem offline por um período mínimo de seis horas seguidas após um total acumulado de 10 horas de condução.

O novo sistema na aplicação da Uber funciona da seguinte forma:

A nova funcionalidade vai contabilizar o tempo de condução acumulado, permitindo aos motoristas terem a noção exata de há quanto tempo estão a conduzir com a Uber;

A app envia notificações periódicas ao motorista quando o limite de tempo de condução de 10 horas se está a aproximar, e fica automaticamente offline durante seis horas seguidas quando o limite máximo de tempo é atingido;

Após as seis horas, o tempo de condução é reiniciado, permitindo aos motoristas ficarem online novamente e receber pedidos de viagem de utilizadores da aplicação.

As regras de comunidade da Uber em Portugal já reforçam a importância de fazer uma pausa quando o cansaço ao volante afetar a condução. No entanto esta nova funcionalidade tecnológica assegura que estes limites são de factos cumpridos.

“A condução sonolenta é uma questão de segurança séria, mas muitas vezes subestimada. Na PRP, saudamos este passo da Uber para contribuir para que o risco da fadiga dos motoristas se reduza, e com isso diminua o risco de acidente. E incentivamos que continuem a tirar proveito da sua tecnologia para prevenir eventuais acidentes”, disse José Miguel Trigoso, Presidente do Conselho de Direcção da Prevenção Rodoviária Portuguesa.

Rui Bento – Diretor Geral da Uber para a Península Ibérica – reforça a importância deste passo para a comunidade de mais de 5000 motoristas “Esta nova funcionalidade é importante para proteger não só os motoristas que viajam com a aplicação da Uber, mas também os utilizadores e quem circula nas estradas portuguesas.”