Home | Saúde e Beleza | Bem-Estar | No último ano venderam-se cerca de 9 milhões de preservativos

No último ano venderam-se cerca de 9 milhões de preservativos

  • No último ano venderam-se cerca de 9 milhões de preservativos
  • Venda de preservativos cresce 3,5% em valor mas decrescem em volume
  • Lubrificantes sexuais crescem 17% entre 2016 e 2017

No próximo dia 4 de setembro comemora-se o Dia Mundial da Saúde Sexual e a Nielsen foi analisar o mercado, procurando perceber qual a evolução dos produtos que integram esta categoria. Os Preservativos apresentaram um crescimento em de 3,5% em valor mas um decréscimo em volume, no ano móvel a terminar na semana de 17 de junho 2018. No último ano venderam-se cerca de 9,2 milhões de preservativos.

Apesar do decréscimo em volume do Total Preservativos, as vendas em quantidade de Preservativos com Gel no último ano aumentaram 83%, representando 2% do volume de vendas da categoria. Esta é uma tendência recente e que vai ao encontro do desenvolvimento da categoria de Lubrificantes Sexuais, que cresceram 17% em volume entre 2016 e 2017.

Tiago Rodrigues, Sales Consultant Manager da Nielsen refere que “os drivers desta categoria são a inovação e o preço. No ano móvel a terminar na semana 24, 46 em cada 100 preservativos vendidos foram suportados por uma atividade promocional, o que significa que as vendas em volume com promoções aumentaram 7%, face ao período homólogo. No último ano, não obstante o aumento das vendas com promoção, o preço médio dos preservativos aumentou 4%. Esta tendência regista-se nos formatos de 6un, 10un e 12un, que representam 97% do volume de vendas da categoria.”

O mercado de preservativos nos Hipermercados e Supermercados fatura cerca de 6,7 milhões de euros, representando 99% das vendas auditadas pela Nielsen no Retalho Alimentar (Total Portugal IND).

Check Also

Fa lança 3 espumas de banho Foam & Oil de edição limitada

Magnólia, Macadâmia e Cacau são as três novidades Foam & Oil de edição limitada apresentadas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.