Web Summit em Portugal por mais 10 anos

Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, António Costa, Primeiro-ministro de Portugal, e Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, anunciaram que Lisboa continuará a ser a cidade anfitriã do Web Summit durante a próxima década, conforme o acordo estabelecido, assim como um substancial aumento do espaço disponível para o evento, de forma a acompanhar o seu rápido crescimento.

O Governo Português estima que a Web Summit terá tido um impacto económico superior a 300 milhões de euros no país, contribuindo ainda para promover Portugal e posicionar as empresas portuguesas no mercado global. Portugal foi, aliás, descrito recentemente pelo The Wall Street Journal como “uma das estrelas mais brilhantes da Europa, onde as startups tecnológicas proliferam e o investimento continua a aumentar”.

Depois de um longo processo de negociação, que durou mais de um ano e que envolveu ofertas de mais de 20 das maiores cidades europeias – incluindo Berlim, Paris, Londres, Madrid, Milão e Valência – a maior conferência mundial dedicada à tecnologia chegou a um acordo, com a duração de dez anos, com o Governo Português e a Câmara Municipal de Lisboa. Tendo em conta este acordo de longa duração, a Web Summit prevê aumentar o seu escritório de Lisboa com 100 novas contratações.

Do acordo faz também parte a duplicação do espaço para a realização da Conferência – até 2022 – com vista a responder ao contínuo e rápido crescimento da Web Summit desde o seu início. A primeira fase de expansão começará nos próximos meses e deverá estar concluída até ao início da Web Summit 2019. Nas duas fases seguintes, prevê-se que a dimensão do espaço da Conferência duplique a dimensão atual.

Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, afirma: “Estamos muito entusiasmados com o facto de continuarmos em Portugal. Sem conseguirmos aumentar a dimensão do espaço para a Conferência isto não teria sido possível. Até há poucos meses não acreditávamos que fosse possível. Os planos são incríveis e estamos muito gratos a todos os que neles trabalharam.
A Web Summit agradece a todas as extraordinárias cidades com quem trabalhámos no último ano. Mais de 20 cidades concorreram para acolher a Web Summit e estamos lisonjeados pelas ofertas apresentadas por cidades tão diversas como Londres e Valência e pela disponibilidade e empenho de Primeiros-ministros, Presidentes e Presidentes de Câmara de toda a Europa. Este é um momento incrível para as cidades Europeias, que prosperam com um crescimento de startups nunca antes visto e com origem em variadíssimas cidades e regiões.
Este acordo dá segurança e estabilidade aos nossos visitantes que vêm de mais de 200 países de todo o mundo, assim como aos milhares de parceiros e expositores.”

Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, sublinha: “Este acordo de dez anos com o Web Summit será decisivo para tornar Lisboa numa capital de excelência para a inovação, o empreendedorismo e o talento. Estou seguro que os próximos anos serão marcados pelo crescimento exponencial do investimento em TI e do emprego na cidade. Estamos muito satisfeitos por podermos continuar a fazer parte da História com a Web Summit!”

A Web Summit, o Governo Português e a Câmara Municipal de Lisboa estão também comprometidos, em obter resultados ambiciosos ao nível da sustentabilidade. A eliminação de plásticos descartáveis de uso único, uma política de desperdício zero alimentar, assim como a realocação e reutilização de materiais de construção são apenas algumas das formas como o Governo Português e a Câmara de Lisboa pretendem apoiar os esforços da Web Summit.

Sobre o Web Summit

A Web Summit é uma empresa Irlandesa, com origem em Dublin, que organiza eventos em todo o mundo. Mais de 120.000 pessoas de mais de 170 países marcaram presença em eventos globais como o Web Summit em Lisboa, Collision em Toronto, RISE em Hong Kong e MoneyConf em Dublin.

Nas palavras da Inc Magazine, “o Web Summit é a maior conferência dedicada à tecnologia em todo o mundo”. Já a Forbes, caracteriza o Web Summit como “a melhor conferência tecnológica do planeta”, enquanto a Bloomberg o apelida de “Davos para geeks”, a Politico como #as olimpíadas da tecnologia” e o The Guardian como o “Glastonbury para geeks”.

Independentemente de como o apelidarmos, a Web Summit não seria possível sem a incrível equipa de quase 200 pessoas que a compõe, incluindo engenheiros de topo, cientistas de data, designers, produtores, marketeers, comerciais e muitos mais.

Revolucionámos uma indústria antiga com a renovação da tecnologia e com o desenho de eventos fenomenais. Revolucionámos a forma como as pessoas se juntam no mundo da tecnologia. E este é apenas o começo.

Recomendado para si

Web Summit: Cisco apresenta parceria exemplar na transformaç... Cisco Portugal e EVOX Technologies falam sobre a sua parceria na transformação das smart cities, no Web Summit A Internet of Things (IoT) está a revo...
Sony Mobile em parceria com a Dream Football de Luís Figo pr... A Sony Mobile Communications ("Sony Mobile") será a parceira da Dream Football no lançamento da sua aplicação mobile, a decorrer no dia 8 de novembro,...
Web Summit, Fidelidade e Fosun promovem juntas o primeiro Of... A Fidelidade e a Fosun, juntamente com o Web Summit, vão ser anfitriões do Fosun & Fidelidade Official Startup Gathering que integra a agenda do maior...
Opensoft apela a mestres do pitch e oferece viagens de telef... A Opensoft, empresa de desenvolvimento de software, é um dos patrocinadores da Web Summit, evento que se inicia na próxima segunda-feira, dia 7. Para ...
InoCrowd garante acesso Alpha ao Web Summit A InoCrowd, uma plataforma tecnológica de inovação aberta que liga empresas que procuram soluções a investigadores de todo o mundo, vai estar presente...
Uniplaces coloca artistas portugueses a cantar no chuveiro d... A Uniplaces (www.uniplaces.com), plataforma online para alojamento de estudantes universitários, está a organizar, em parceria com as startups Tradiio...