9 °C Lisbon, PT
2018-12-11

Experimenta Extremadura volta a Lisboa para promover a região espanhola

De 12 a 25 de outubro a Extremadura fica novamente mais perto de Lisboa com Experimenta Extremadura, um projeto do Governo Regional da Extremadura que pretende despertar o interesse e conhecimento da Extremadura em Portugal, partilhando o que de melhor se faz nesta região espanhola.

Ao longo de quase duas semanas estão previstas várias iniciativas culturais, gastronómicas e ações promocionais com o objetivo de mostrar as inúmeras razões que fazem da Extremadura um destino único.

O Governo Regional da Extremadura convida os vizinhos portugueses a conhecer a região espanhola que partilha mais fronteira com Portugal (430 Km). A Extremadura oferece inúmeras opções em termos turísticos, históricos e culturais. Esta proximidade geográfica é também uma das mais-valias para a promoção do destino que se tem tornado mais premente e eficaz ao longo dos últimos anos.

Com o intuito de continuar o trabalho feito, a Extremadura volta a trazer a Lisboa uma amostra da região. Este ano com novas iniciativas, algumas delas representativas da relação de cooperação no âmbito da cultura a ambos lados da fronteira.

Na próxima sexta, dia 12 de outubro, irá abrir ao público no Instituto Cervantes de Lisboa a exposição Black Portrait. Uma exposição dos rostos de 20 grandes músicos e cantores de jazz e blues, elaborados a aguarela. Esta mostra será apresentada a 16 de outubro, pelas 19H30, e contará com uma atuação do autor, Gene García, acompanhado pelo pianista e compositor cubano estabelecido em Portugal Victor Zamora. A exposição estará aberta ao público até dia 19.

A 16 de outubro, pelas 18h30, acontece o Encontro com o escritor extremenho Luís Landero, (Albuqerque-Badajoz) no Instituto Cervantes de Lisboa. Landero é um dos grandes narradores da literatura espanhola contemporânea, publicou o seu primeiro romance em 1989 – “Jogos da Idade Tardia”, aclamado internacionalmente pelos críticos e público. Vencedor do Prémio da Crítica e do Prémio Nacional de Literatura. Landero conta com duas obras publicadas em Portugal: “Jogos da Idade Tardia” e “O Guitarrista”.

Este ano, pela primeira vez, terá lugar uma Mostra de Jazz da Extremadura, de 16 a 19 de outubro. Com raízes muito profundas nesta região Espanhola, o Jazz é um género musical de referência na Extremadura que tem facilitado um permanente contato entre músicos dos dois lados da fronteira, dando lugar a projetos comuns e inúmeras colaborações. O Hot Clube de Portugal vai receber três concertos que juntam artistas espanhóis e portugueses. Mili Vizcaíno Quartet, Iván Sanjuán Quartet e Javier Alcántara Short Stories Band serão os grupos a atuar nesta mítica sala lisboeta. O Duetos da Sé recebe o último concerto de Zazu Osés Quartet, no dia 19.

Dia 18 de outubro, pelas 17h00, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa será feita a Apresentação do n.º 8 da Revista Suroeste, uma publicação única e singular que se tem vindo a consolidar como ponto de encontro e de união das diferentes expressões da literatura ibérica. Esta revista literária publica textos inéditos na sua língua original e, nesta nova edição, conta com colaborações de Maria do Rosário Pedreira, João de Melo, João Paulo Cotrim ou Renata Correia Botelho, entre outros autores portugueses. Participam neste momento o diretor da Editora Regional da Extremadura, Francisco Javier Amaya Flores, e Antonio Sáez Delgado, diretor da revista Suroeste, escritor, tradutor e professor na Universidade de Évora.

O XV Encontro de Vinhos Extremadura-Alentejo, vai realizar-se no dia 24 de outubro, no restaurante “A Taberna” do piso 7 do El Corte Inglês de Lisboa. Trata-se de um concurso de vinhos no qual participam produtores das duas regiões fronteiriças de Portugal e Espanha. Nesta ocasião, os melhores vinhos do Alentejo e da Extremadura a concurso, e selecionados por enólogos de ambos os países, serão distinguidos com os prémios Arabel. O evento é organizado pela Câmara de Comercio e Indústria Luso-Espanhola e a Extremadura Avante.

Na quinta-feira, dia 25 de outubro, no âmbito do Festival Flamenco de Lisboa, Esther Merino pisa os palcos do Capitólio, às 21h30. Esther Merino começou a cantar desde muito jovem. Aos 17 anos, começa a subir aos palcos e a desenvolver o que agora considera a sua vocação, o canto flamenco. A artistas revela nas suas performances um trabalho contemporâneo com base no legado de grandes mestres. Merino desenvolveu nos últimos anos várias colaborações com artistas portugueses e emociona quando interpreta canções do vizinho Alentejo.

Entre 12 a 25 de outubro, no supermercado El Corte Inglês de Lisboa, produtos típicos da região, sob a marca “Alimentos de Extremadura”, vão estar expostos com várias provas, degustações e promoções. O Restaurante do estabelecimento, localizado no 7º andar, vai preparar um Menu tipicamente Extremenho que estará disponível durante as mesmas datas.

Ao longo destes dias haverá ainda outras promoções, entre elas uma ação do Turismo da Extremadura, com uma campanha online para mostrar ao mercado português a riqueza do seu património histórico-artístico, gastronomia e natureza.

O projeto Experimenta Extremadura é da responsabilidade do Governo Regional da Extremadura e conta com as colaborações do Instituto Cervantes de Lisboa, da Câmara de Comércio e Indústria Luso Espanhola, Turismo de Espanha, El Corte Inglês, Flamenco Atlântico, entre outros.