Home | Alimentação e bebidas | Alimentação | Programa “Leite é Booom” ensina a preparar a lancheira nas escolas

Programa “Leite é Booom” ensina a preparar a lancheira nas escolas

Portugal é um dos países líderes na prevalência de excesso de peso infantil e, como tal, a obesidade tem vindo a tornar-se num dos maiores problemas de saúde pública nacional. A Direção Geral de Saúde pede aos pais mais cuidado com a alimentação das crianças e encontra na qualidade dos lanches escolares um real problema. E é um facto que refrigerantes, fritos, salgados, bolos ou bolachas altamente processadas compõem a lancheira diária de muitas crianças.

O programa pedagógico “Leite é Booom” pretende ser um aliado de pais e professores na difícil tarefa de cativar o interesse das crianças por alimentos mais saudáveis, especialmente nos lanches de todos os dias. Hoje, dia 16 de outubro, mais de 50 mil alunos estão a celebrar o Dia Mundial da Alimentação com um programa de jogos didáticos orientados para a pedagogia alimentar, uma iniciativa ao abrigo do programa de responsabilidade social da Mimosa.

Porque os bons alimentos contribuem para crianças mais saudáveis e mais bem-sucedidas na aprendizagem, ensinar as crianças a preparar uma lancheira saudável é o desafio desta primeira etapa do programa “Leite é Booom”. O leite é um alimento natural, nutricionalmente rico e, por isso, essencial na lancheira de todos os dias, idealmente acompanhado de fruta e cereais.

O leite Mimosa e a comunidade escolar têm uma história de 20 anos de educação alimentar. 8 mil e 500 escolas, mais de 1 milhão de alunos e quase 70 mil professores receberam, ao longo das duas últimas décadas, o programa educativo que assume como propósito contribuir para uma população mais saudável.

Check Also

Auchan combate desperdício alimentar com o reaproveitamento do pão

Com o objetivo de reduzir o desperdício alimentar, a Auchan vai começar a vender o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.