11 °C Lisbon, PT
2019-01-20

5 verdades e mitos sobre os Medicamentos Genéricos

Num país onde a percentagem de consumidores de medicamentos genéricos continua a estar aquém de alguns dos principais países europeus, a Zentiva, uma das principais empresas de genéricos a nível europeu e com uma forte presença no mercado português, esclarece algumas verdades e mitos.

  1. Os medicamentos genéricos demoram mais tempo a fazer efeito – MITO

Os medicamentos genéricos devem libertar a mesma quantidade de substância ativa durante o mesmo período de tempo que o medicamento original. Por esse motivo, a legislação exige a realização de um teste de bioequivalência antes do registo e da autorização de comercialização para garantir que o medicamento tem as mesmas propriedades farmacocinéticas e farmacodinâmicas do produto original.

  1. Os medicamentos genéricos são vendidos a baixo preço porque não têm tanta qualidade – MITO

O preço de um medicamento original reflete, mais do que o custo de produção, o investimento que foi feito em investigação, desenvolvimento e promoção para o lançar no mercado. Quando os medicamentos genéricos entram no mercado, esse tipo de investimento já não é necessário, o que permite aos medicamentos genéricos competir através do preço. A qualidade e eficácia são pré-requisitos que têm de ser sempre assegurados para a sua comercialização.

  1. Um medicamento genérico pode ter um aspeto diferente do medicamento original – VERDADE

São permitidas diferenças de tamanho, forma e cor entre medicamentos de marca e genéricos, desde que não tenham impacto na eficácia, qualidade e segurança do medicamento.

  1. Investigações demonstram que os medicamentos genéricos atuam tão bem como os medicamentos de marca – VERDADE

Um estudo avaliou 38 ensaios clínicos publicados que comparavam medicamentos genéricos para o Sistema Cardiovascular com os seus equivalentes de marca. Nestes ensaios não foi encontrada evidência de que os medicamentos de marca atuassem melhor que os genéricos.

O resultado deste estudo é explicado pelo facto de os medicamentos genéricos serem submetidos a ensaios de bioequivalência antes de entrarem no mercado.

[Kesselheim et al. Clinical equivalence of generic and brand-name drugs used in cardiovascular disease: a systematic review and meta-analysis. JAMA. 2008;300(21)2514-2526].

  1. Os medicamentos genéricos têm uma composição diferente em relação aos equivalentes de marca – MITO

Medicamentos genéricos e os seus equivalentes de marca têm de conter a mesma substância ativa, responsável pelo efeito terapêutico. Ler informação:

Diferenças nos excipientes (como edulcorantes) são permitidas desde que não influenciem a eficácia terapêutica, a segurança ou a forma como o fármaco se comporta no organismo. Por estes motivos, é obrigatório que os medicamentos genéricos sejam submetidos a testes de bioequivalência antes de entrarem no mercado.

Recomendado para si

Perder peso depois dos 40 Para a grande maioria das mulheres, a entrada nos "entas" caracteriza-se pela facilidade em engordar e maior dificuldade em perder peso. De facto, os ...
Laboratórios LETI lançam Sebamed Emulsão sem sabão com Azeite Os Laboratórios LETI apresentam Sebamed Emulsão Sem Sabão com Azeite, desenvolvido para prevenir o aparecimento precoce de rugas e proteger o manto da...
Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo Hoje assistimos a um aumento da esperança média de vida, para a qual têm contribuído as melhorias das condições de higiene e dos cuidados de saúde pre...
Fitness Hut lança campanha “É POR MIM!” Quando chega o inverno, é mais do que comum começarmos a perder a vontade de ir regularmente ao ginásio. O verão já lá vai e o biquíni há muito que já...
Maria Cerqueira Gomes aceitou o desafio de L’Oréal Professionnel Natural do Porto, a apresentadora e modelo é uma referência inspiradora para muitas portuguesas. O estilo effortless chic, a personalidade determinada...
Nails4Us chegou ao Parque Atlântico A Nails4Us está presente no mercado há mais de 20 anos e, hoje em dia, conta com mais de 40 lojas entre Portugal, Espanha e Angola. Em Portugal, esta ...