Teoria Geral do Esquecimento de José Eduardo Agualusa

No dia 9 de novembro chega às livrarias um dos mais aclamados romances de José Eduardo Agualusa, distinguido com o Prémio Literário Fernando Namora em 2013, finalista do Man Booker International em 2016 e, não menos relevante, vencedor do International Dublin Literary Award em 2017. Teoria Geral do Esquecimento, complexo e poético romance do escritor angolano, relata, na personagem de Ludovica Fernandes Mano, vulgo Ludo, a história esquecida de uma Angola sem rumo. Ludo, aterrorizada com os tumultos da véspera da independência de Angola, decide proteger-se e isolar-se no seu apartamento, em Luanda, erguendo uma parede que separa o seu apartamento do restante edifício e do resto do mundo. Durante quase trinta anos sobrevive a custo, como uma náufraga numa ilha deserta, vendo, em redor, a cidade crescer, exultar, sofrer.

Teoria Geral do Esquecimento é o livro que nasce dos registos, poemas e reflexões desse período deixados por Ludo, depois da sua morte, na Clínica Sagrada Esperança, já com 85 anos. E o narrador deixa uma advertência: «Os diários, poemas e reflexões de Ludo ajudaram-me a reconstruir o drama que viveu. Ajudaram-me, creio, a compreendê-la. Nas páginas que se seguem aproveito muitos dos testemunhos dela. O que vão ler, contudo, é ficção. Pura ficção.»

Recomendado para si

José Eduardo Agualusa: Sonhadores involuntários podem fazer revoluções... Agualusa assina uma sátira política que é, ao mesmo tempo, uma homenagem aos 15+2 de Angola A Sociedade dos Sonhadores Involuntários, de José Eduar...