11 °C Lisbon, PT
2018-12-17

Freedom! Freedom! O Roomba que gosta de liberdade

George Michael foi o nome que decidi colocar-lhe porque mal coloquei o Roomba 676 da iRobot a funcionar, começou a cantar a canção “Freedom, freedom!” daquele músico.

Obviamente que isto não aconteceu: o Roomba 676 tem muitas competências, cantar não é uma delas… mas imaginei, e fi-lo por uma razão muito simples. Uma das principais razões por que alguém opta por comprar um robot aspirador é por ser precisamente um robot, ou seja, é “autónomo”, não precisa de ter alguém atrás dele a vigiá-lo, ele porta-se muito bem sozinho.

Começar a utilizar o Roomba 676 é fácil. Primeiro descarrega-se a aplicação, disponível para iOS e Android, e adiciona-se o robot sincronizando-o. Foi nesta fase que lhe dei o nome George Michael. Como o robot chega com ligação Wi-fi torna-se ainda mais fácil a sua autonomia. Podemos estar descansados a fazer as compras para o Natal ou no cinema a ver um filme e deixar o robot a fazer o seu trabalho a qualquer hora ou dia, desde que previamente programado na aplicação. Pode acontecer esquecermo-nos que está programado e de repente começar a trabalhar e apanharmos um pequeno susto, mas disso o George Michael não teve culpa…. Foi totalmente minha…

Os testes começaram logo com o tapete de Arraiolos que tinha estado enrolado durante meses numa casa fechada…. Foi um teste supremo, já que pó acumulado era muito. Podemos dizer que passou no teste, embora tenhamos dado por falta do aviso de depósito cheio, característica que as gamas mais altas já têm.

Se fossemos humanizar ainda mais este robot eu diria que é um adolescente, ou seja, por um lado quer a sua total liberdade e autonomia e comporta-se bem, mas, por outro, tal como muitos adolescentes, por vezes excedem-se. No caso do Roomba 676, ele para quando termina a sua tarefa numa divisão, mas não para quando o seu depósito está cheio. Este modelo trabalha em modo contínuo e quando a bateria está prestes a terminar, volta para a base para carregar. Demora cerca de duas horas para carregar.

A sua autonomia é de 90 minutos embora possa variar um pouco, dependendo do tipo de pavimento que estiver a limpar. Por isso, tal como com os adolescentes, é preciso dar espaço, mas estar de olho neles. No caso do Roomba 696, convém ter o depósito limpo sempre que se inicia um ciclo de limpeza. Até porque, como está equipado com o sistema de limpeza de três fases com a escova lateral de limpeza de cantos, especialmente desenvolvido para levantar, extrair e aspirar a sujidade e os detritos de todos os tipos de pavimento, o resultado da aspiração deixará qualquer um bastante satisfeito.

O “nosso” Roomba 676 George Michael era um despachado, apesar das “armadilhas” que lhe colocámos e por armadilhas digo fios e cabos elétricos.

Ao contrário de outros modelos da gama 600 da iRobot, o Roomba 676 está equipado como a tecnologia Dirty Detect que ajuda a detetar as zonas do chão que estão mais sujas e insiste nesses locais fazendo espirais à volta. Também não cai pelas escadas ou evita áreas onde possa cair porque está equipado com o sensor Cliff Detect que deteta desníveis que possam provocar danos no robot.

Mas, se por um lado, o Roomba 676 não se aventura em escadas, por outro lado é aventureiro e avança sem medo nos cortinados ou nas mobílias, contorna os obstáculos e aspira debaixo de todos os móveis em que consiga entrar. O seu perfil é baixo, pouco mais de 9 cm de altura, e por isso são muitos os móveis onde consegue chegar e assim acabar com o cotão que se acumula em pontos onde não se chega com o aspirador convencional sem ter de os arredar.

Uma das chaves para uma boa prestação do robot é a sua manutenção. A limpeza é fácil e a discreta pega que o Roomba tem, facilita o manuseamento no transporte, por isso, além de iniciar um ciclo de limpeza com o depósito vazio, deve manter-se também as escovas, tanto laterais como as da base, limpas, até porque este modelo não tem as escovas anti-emaranhamento. Convém mantê-las mais ou menos limpas, em especial se houver animais em casa. O robot aspira-os bem, mas ao fim de algumas utilizações poderão haver pelos emaranhados nas escovas.

Embora não tenha tantas funcionalidades como os modelos das gamas superiores, o nosso roomba 676 George Michael portou-se muito bem e cumpriu com o que lhe foi pedido. Sentimos a sua falta quando se foi embora.

 

Recomendado para si

Novo robot aspirador Roomba e5 chega a Portugal A iRobot, líder em robots de consumo, anunciou a chegada ao mercado português do novo Robot Aspirador Roomba e5. Equipado com tecnologias e desempenho...
Roomba 676 com ligação Wi-Fi a um preço competitivo chega a Portugal... O novo Roomba 676, da iRobot chega ao mercado português com ligação wi-fi o que o torna no ajudante perfeito para uma limpeza eficaz e diária a um pre...
Teste iRobot: “Roomba 896 (ou Alfred) aspira-me a casa como só tu sabe... Determinada, olhei para ele e avisei-o de quão curta iria ser a nossa relação e que não podia criar laços com ele, mas a primeira coisa que fiz mal de...
Robot Roomba: há 15 anos, nascia um ícone tecnológico e da cultura pop... Há 15 anos, nascia um ícone tecnológico e da cultura pop com o lançamento do primeiro robot de limpeza Roomba da iRobot. Hoje, são mais de 20 milhões,...