Home | Destinos | Centros Comerciais | “O Priolo e a fuga à extinção” no Parque Atlântico

“O Priolo e a fuga à extinção” no Parque Atlântico

A exposição itinerante “O Priolo e a fuga à extinção” chega ao Parque Atlântico dia 28 de janeiro. Criada em 2018, no âmbito do projeto Life + Terras do Priolo, e com a coordenação da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves dnos Açores, esta exposição pretende contar a história de uma espécie única em São Miguel, o Priolo. Esta iniciativa pode ser visitada até dia 10 de Fevereiro no Piso 0 do Centro.

“O Priolo e a fuga à extinção” tem como principal objetivo sensibilizar e educar o público escolar e todos os açorianos sobre a importância da conservação de uma espécie única de São Miguel, como é o caso desta ave. Nesta exposição, os visitantes do Parque Atlântico poderão conhecer a história de uma espécie que foi anteriormente considerada uma das aves mais ameaçadas da Europa. Depois de 15 anos de trabalho para a sua conservação, este esforço revelou-se um sucesso, resultando num aumento do número de aves.

Com esta exposição é possível conhecer melhor o Priolo, o seu habitat (Floresta Laurissilva dos Açores), as ameaças que esta espécie enfrenta e as ações e projetos de preservação da mesma. Para além disso, os visitantes poderão ainda conhecer melhor a biodiversidade do arquipélago açoreano.

Com design simples e apelativo, esta exposição tem a vantagem de se adaptar a qualquer espaço, chegando assim a mais gente. Dia 28 de janeiro é a vez do Parque Atlântico receber a Exposição “O Priolo e a fuga à extinção”, estando esta patente até dia 10 de Fevereiro no Piso 0. Pode ser visitada todos os dias, com entrada livre, no horário do Centro (de domingo a 5ª feira e aos feriados das 8h30 às 22h00 e sextas, sábados e vésperas de feriados das 8h30 às 23h00).

Check Also

«Últimas notícias do Sapiens»: a história de um animal cultural, nós.

A paleontóloga e orientadora de investigação Silvana Condemi e o jornalista François Savatier juntaram-se para nos trazer as Últimas notícias …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.