Home | Serviços Vários | Estudos | Quase metade dos portugueses melhoraram a sua situação financeira nos últimos 5 anos

Quase metade dos portugueses melhoraram a sua situação financeira nos últimos 5 anos

Os consumidores a nível global estão a demonstrar um sentimento de otimismo relativamente ao seu bem-estar financeiro, sobretudo no que aos mercados em desenvolvimento diz respeito, nomeadamente nas regiões da Ásia-Pacifico, África, Médio Oriente e América Latina, de acordo com um estudo global realizado pela Nielsen.

O estudo Nielsen “Changing Consumer Prosperity”, que analisa o comportamento dos consumidores relativamente à sua situação financeira e a sua disponibilidade para o consumo, concluiu que, a nível global, 58% dos consumidores acreditam que a sua situação financeira está melhor do que há 5 anos atrás. Ao analisar o top 10 dos países neste ranking, podemos destacar que 7 deles se situam na região da Ásia-Pacifico. A Colômbia, a Roménia e o Paquistão completam os restantes lugares da lista.

Gráfico 1: Perceção dos consumidores quanto à situação financeira vs aumento de rendimentos (top 10 mercados)

Fonte: Better off than 5 years ago from Nielsen Global Premiumization Study 2018 Disposable income growth from Economist Intelligence Unit (2014 – 2018)

Relativamente aos consumidores portugueses, 45% consideram que a sua situação financeira melhorou nos últimos anos, registando um aumento de 12 pontos percentuais versus 2016. Quando comparado com os parceiros europeus, os consumidores portugueses sentem mais a melhoria da sua situação, visto que a média europeia se situa nos 37%, com um aumento de 3 pontos percentuais versus 2016.

Com efeito, 32% dos consumidores portugueses afirmam gastar mais em Alimentação e 27% em Higiene do Lar, refletindo-se esta realidade num crescimento efetivo do mercado dos Bens de Grande Consumo em Portugal. O aumento da disponibilidade para gastar, associado a uma crescente procura por momentos de lazer e de descanso das suas vidas tão ocupadas, levam ainda a aumentos nos gastos em Tecnologia, Viagens, Restaurantes e Entretenimento.

“Em 2013, o panorama era realmente negativo em Portugal, tendo os consumidores registado índices mínimos no que refere ao Índice de Confiança elaborado pela Nielsen. Nesta altura, os portugueses foram classificados como um dos povos mais pessimistas do mundo. Tendo em conta este cenário, o facto de se terem registado melhorias constantes na situação económica do país levou claramente a um maior sentimento de alívio e sensação de melhoria relativamente a outros países”, explica Ana Paula Barbosa, Retailer Vertical Director da Nielsen. “Com este sentimento de melhoria, os portugueses mostram-se claramente mais disponíveis para o consumo e preocupam-se em desfrutar de momentos de lazer e entretenimento, investindo também na saúde e na educação para si próprios e para as suas famílias”, comenta.

Check Also

Swarovski apresenta a nova Eyewear Collection 2019

Incorporando os mais recentes designs, linhas puras e uma paleta de cores apelativa, a coleção …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.