Home | Lazer | A Mulher dos Descobrimentos, de Maria Barreto Dávila

A Mulher dos Descobrimentos, de Maria Barreto Dávila

Foi a mulher mais influente num universo protagonizado sobretudo por homens e é uma das grandes figuras do século XV português.

D. Beatriz – parente chegada dos reis de Portugal e de Castela, bem como das principais casas titulares do reino – é “A Mulher dos Descobrimentos”, sobretudo no que diz respeito aos avanços levados a cabo pelos portugueses nas ilhas e na costa do Atlântico.

Viúva do infante D. Fernando, 2º duque de Viseu, D. Beatriz governou entre 1470 e 1483 os arquipélagos da Madeira, dos Açores e de Cabo Verde em nome dos seus filhos, primeiro D. João e depois D. Diogo, 3º e 4º duques de Viseu. Coube-lhe manter o crescimento económico da ilha da Madeira, reorganizar o povoamento dos Açores e velar pelo desenvolvimento de Cabo Verde. Viu os seus domínios ultramarinos em perigo devido à guerra luso-castelhana de 1475-1479 e foi ela quem negociou a paz entre os dois reinos.

Para lá da sua extraordinária singularidade, D. Beatriz é um exemplo do modo como o ducado de Viseu se envolveu com sucesso na administração ultramarina, e através dela aprendemos o que era a figura do donatário, no modelo criado pelo rei D. Duarte, em 1433. Acompanhando as suas origens, a sua formação como mulher, a sua ascensão entre homens, o seu carácter e o seu legado, esta é a biografia de uma mulher extraordinária que viveu numa época extraordinária, tanto para a História de Portugal como para a História da Humanidade – a época dos Descobrimentos.

Maria Barreto Dávila nasceu em Cascais, em 1983. É licenciada em História (2005), mestre em História Medieval (2010) e doutorada em História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa (2017) pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese Governar o Atlântico: a infanta D. Beatriz e a Casa de Viseu (1470-1485), realizada sob orientação do Professor Doutor João Paulo Oliveira e Costa. É investigadora integrada do CHAM – Centro de Humanidades (FCSH – UNL/FCSH&UAç.) desde 2009, onde tem participado em inúmeros projectos de investigação. Actualmente encontra-se a desenvolver um projecto de pós-doutoramento intitulado Género, Espaço e Poder: representações da autoridade feminina na corte portuguesa (1438-1521), no âmbito do qual tem lecionado cursos dedicados à História das Mulheres. A sua investigação tem reflectido sobretudo sobre o princípio da expansão atlântica portuguesa e sobre a relação das mulheres com o poder em finais da Idade Média.

Check Also

Chefs Vítor Matos, Anna Lins, Marlene Vieira marcam presença no Festival da Comida Continente

A gastronomia e a música são as bandeiras do grande evento do Parque da Cidade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.