Como vender através do WhatsApp mesmo durante as férias?

Muitas coisas perderam-se e muitas mais se transformaram. O aforismo pedido emprestado a Lavoisier e reformulado para caber na definição destes dias de pandemia não poderia ser mais exato quando o assunto são os milhares de negócios que tiveram que se adaptar às exigências dos novos hábitos de consumo dos consumidores e às próprias regras de funcionamento estabelecidas pelo governo e autoridades de saúde.

Para alguns agentes económicos, a solução foi fechar o seu negócio à espera de dias em que a Covid-19 não passe de dolorosa lembrança de um passado a não repetir. Para outros, a esperança foi reencontrada com uma migração para os canais digitais e uma forte aposta nas potencialidades das redes sociais, não só enquanto veiculo publicitário, mas também como marketplace, de modo a continuar a vender, mas desta feita a vender online.

Com isto em mente e num contexto de digitalização da vida quotidiana (trabalho, educação ou entretenimento p.ex.) ditado pelo confinamento obrigatório, o e- commerce e o home-delivery aceleraram. Este crescimento de vendas à distância foi particularmente relevante no retalho alimentar, nos eletrodomésticos & tecnologia e na restauração com os comerciantes, e novos empreendedores, a apostarem seriamente no canal online. Para se ter uma ideia da dimensão deste novo paradigma, quando se compara abril de 2020 com o período homólogo, as vendas online em lojas de retalho registaram um aumento de 241% na faturação, e um aumento de 25% no ticket médio (passando de 90,24€ para 112,73€) segundo o relatório elaborado pela solução de conhecimento REDUNIQ Insights.

Nem só de grandes players, que já detinham uma forte presença digital no pré-pandemia, se fez este crescimento. Negócios mais pequenos ou novos empreendedores foram, de igual modo, parte ativa no incremento da oferta online. Estes últimos enfrentaram, contudo, algumas dificuldades naturais relacionadas com a mudança de um paradigma construído na base da venda presencial para uma onde a venda se processa à distância.

Como vender através do WhatsApp?

Estratégia e linguagem do marketing digital, layouts e disposição dos produtos no website ou num marketplace de uma rede social e, sobretudo, a forma de receber pagamentos decorrentes das vendas online foram alguns dos grandes desafios que tiveram e têm de enfrentar. Entre elas, as mais prementes são como receber pagamentos online e quais as soluções de pagamentos online mais simples e seguras do mercado.

É aqui que entra em campo o REDUNIQ @Payments, agora reforçado pela funcionalidade que permite o pagamento por WhatsApp ou SMS aumentando, deste modo, a rapidez e intuitividade da transação e ainda permite que, caso se encontre de férias, o seu negócio possa continuar a operar normalmente.

Criada para negócios (com ou sem website) que pretendam aproveitar as potencialidades do digital para alavancar as vendas à distância e receber pagamentos online, esta solução permite a esses agentes económicos aceitarem pagamentos com cartão à distância, de forma simples, prática e segura, mesmo que as vendas se processem pelas redes sociais 24 horas por dia, sete dias por semana, durante todo o ano.

Em termos simples, o negócio adere ao serviço e tem acesso a um backoffice que lhe permite emitir links de pagamento para os seus clientes, que são, por sua vez, enviados por e-mail, SMS ou WhatsApp. O cliente recebe a mensagem, clica no link e entra numa página segura de pagamento. O negócio recebe a confirmação do pagamento e pode criar/fazer/expedir o seu produto ao cliente.

Após a receção do link para pagamento pelo cliente, este será redirecionado para uma página segura da REDUNIQ onde colocará os seus dados e efetuará o pagamento das compras. Validados os dados e autorizado o pagamento pelo banco emissor, a transação é realizada. Todos os pagamentos efetuados serão creditados na conta do comerciante no prazo máximo de dois dias úteis, após a data da compra.

O comerciante que aderir ao REDUNIQ @Payments com pagamento por E-mail, WhatsApp ou SMS passa a poder aceitar pagamentos com cartões de débito e crédito (sistemas Visa e Mastercard) num montante máximo de cada transação por cartão/dia de 5.000€ para um total diário de 10.000€. Esta solução de pagamentos reconhece o tipo de browser e adapta-se automaticamente ao ecrã dos smartphones e tablets, sem ser necessário qualquer ajuste do comerciante sobre a página.

Para além de não ter mensalidades, receitas mínimas, custos de adesão e não necessitar de integração ou desenvolvimento, esta nova solução REDUNIQ permite aos comerciantes fazerem do WhatsApp o centro nevrálgico do seu negócio. Ao receber encomendas, confirmar pedidos, receber notificações de pagamentos e processar pagamentos por link elimina redundâncias e otimiza a gestão dos recursos financeiros do negócio.

Check Also

Maxcom Iron S: Clássico, elegante, distinto

O novo FW65 Iron S da Maxcom é um smartwatch para os homens que valorizam …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.