Reinventamos o Natal para um ano digital

Guilherme Lopes, Direção Galerias Sonae RP

Este ano, pelos constrangimentos impostos por uma era sem precedentes, todos os eventos receberam uma nova personificação e simbologia obrigando a que as típicas efemérides tivessem de ser repensadas, anuladas ou adaptadas a cada propósito a que se destinavam.

O Natal não foi exceção e foram muitos os eventos tradicionais que não foram realizados devido às restrições a que todos nos fomos habituando. Exemplo disso, é a ação que a Sonae RP está a promover este ano, com contos de natal que estão exclusivamente nas plataformas digitais do grupo.

De facto, o desafio de promover um evento que ressuscitasse no público a magia do Natal, aproximando-o dos rituais habituais destas épocas festivas, foi o nosso grande projeto para o final de um ano ímpar. Ficar expectante até que toda a situação se normalize era um caminho sem sobressaltos, mas resolvemos arriscar e mudar de direção ao desafiarmos quatro figuras públicas a interpretarem o sonho de natal através de quatro contos dedicados à quadra e que pretendem despertar o espírito de natal dos nossos visitantes.

Apesar do quadro pandémico em que o mundo se encontra, e sobre o qual temos de gerir todas as nossas ações, decidimos celebrar o natal nas nossas galerias comerciais assinalando tudo o que ele representa e com todo o efeito majestoso que se lhe impõe. Um evento de Natal adaptado, em virtude da anulação dos eventos públicos da época, direcionado para ações pela via digital era o mote do Natal 2020.

O objetivo, por outro lado, seria brindar os nossos visitantes com o essencial do espírito da época, proporcionando momentos em família em que miúdos e graúdos pudessem desfrutar de momentos de qualidade e diversão dentro dos espaços onde costumam ir buscar um pouco da diversão e magia desta quadra.

Os contos de Natal estão guardados no nosso imaginário e serão sempre um elo comum entre as várias gerações. Colocar os contos nas vozes de figuras públicas empresta um pouco de espetáculo, a ações que se revelam tão singulares pela inexistência da presença humana.

Ninguém fica indiferente a esta altura do ano em que os valores da união, família e amigos são tão exacerbados. Vivemos em tempos impactantes e daí este ano ser essencial valorizar o que realmente é importante na vida das pessoas.

Reinventar soluções e reajustar estratégias para poder manter proximidade com o público é, atualmente, o que nos desafia. A resiliência ditou o nosso estado de espírito num ano em que a esperança é o nosso pilar para conseguirmos seguir com os nossos propósitos de interação com a comunidade.

Check Also

Centros Comerciais geridos pela CBRE assinalam Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento

Hoje dia 21 de maio assinala-se o Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.