Mercadona doa 1.200 toneladas de bens de primeira necessidade em 2023

A Mercadona, empresa de supermercados, doou 1.200 toneladas de bens de primeira necessidade em 2023 a mais de 70 entidades de cariz social, entre as quais Bancos Alimentares, IPSS e ONG com as quais colabora em Portugal a partir de cada uma das suas 49 lojas e do seu Bloco Logístico na Póvoa de Varzim.

Presente em 10 distritos, o envolvimento da Mercadona não se limita à doação de bens de primeira necessidade. Ao longo do ano, a empresa participa ainda, com os seus recursos humanos e logísticos, noutras iniciativas de âmbito nacional, entre as quais se destacam as campanhas do Banco Alimentar Contra a Fome, da Cruz Vermelha Portuguesa e do Banco Solidário Animal, organizada pela Animalife. A colaboração da Mercadona nestas campanhas, desenvolvidas através da doação monetária dos “Chefes” na caixa de pagamento, em múltiplos de 1€, permite que as entidades possam adaptar as doações realizadas às suas reais necessidades, quer a nível de variedade, quer a nível de quantidade.

Gabriela Oliveira, Diretora de Responsabilidade Social da Mercadona refere que é muito importante para nós, enquanto empresa, poder colaborar diariamente com cantinas socias de proximidade continuando, ano após ano, a estabelecer acordos com instituições de solidariedade social nas localidades onde estamos presentes e doando, desde o primeiro dia, bens essenciais a partir de cada uma delas”.

Com mais de 1.670 lojas entre Portugal e Espanha, a Mercadona doou um total de 23.100 toneladas de bens, o equivalente a 380.000 carrinhos de compras, que se destinaram a mais de 762 entidades sociais, das quais 215 foram integradas durante a primeira metade deste ano na rede global de instituições com as quais a empresa colabora.

Uma política de ação social sustentável integrada na estratégia de Responsabilidade Social 

A Mercadona mantém um compromisso constante nos locais onde está presente e promove, ano após ano, iniciativas ambientais, sociais e de governança responsáveis ​​que impactem positivamente a sua atividade. Neste sentido, a empresa integra desde o ano de 2011 o Pacto Mundial das Nações Unidas, iniciativa mediante a qual a Organização das Nações Unidas promove os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Da mesma forma, a Mercadona mantém ativo um Plano de Ação Social próprio com o qual, ano após ano, fortalece os seus laços com a sociedade através de valores que considera indispensáveis, como o diálogo, a transparência e a escuta ativa. Através deles, constrói relações estáveis, aposta na proximidade e estreita laços para detetar as suas necessidades específicas e fornecer soluções concretas resultantes do consenso e da compreensão mútua. No âmbito desta política, a Mercadona colabora com 762 entidades, em Portugal e Espanha, às quais em 2023 doou 23.100 toneladas de alimentos.

Da mesma forma, a Mercadona continua a desenvolver o seu Projeto Trencadís, através do qual colabora na contratação de pessoas com incapacidade intelectual e que são responsáveis pela elaboração dos murais decorativos localizados na secção da peixaria das lojas.

Outra linha estratégica do Plano de Responsabilidade Social da Mercadona é a sustentabilidade ambiental. Para isso, a Mercadona dispõe de um Sistema de Gestão Ambiental próprio centrado em 3 eixos principais: produção sustentável, economia circular e descarbonização. Estes 3 eixos incluem linhas de ação específicas, como a otimização logística, a eficiência energética, o bem-estar animal e a prevenção, gestão e valorização de resíduos. Assim, destaca-se que a Mercadona, em conjunto com os seus fornecedores, trabalha no Projeto de Distribuição Urbana Sustentável e na melhoria da qualidade do ar nas cidades através de camiões e carrinhas movidos por tecnologias mais limpas e eficientes.

A pensar na mobilidade sustentável do “Chefe”, a empresa já dispõe de um total de 1.350 lugares de estacionamento com Pontos de Carregamento para Veículos Elétricos localizados nos estacionamentos de mais de 500 lojas. A Mercadona começou a instalar estes pontos de carregamento em 2017, com a implementação do Modelo de Loja Eficiente, e prevê continuar a aumentar este número nos próximos anos. Da mesma forma, continuará a instalar painéis solares nas suas lojas como exemplo do seu compromisso com o investimento em energias renováveis.

Check Also

Burger King® reforça presença em Lisboa com abertura em Alfragide

O Burger King® acaba de inaugurar um novo restaurante na região de Lisboa, na zona …